Hotel de empresário que morreu com Teori seria local de troca de propina

Hotel Emiliano, do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que morreu junto com o ministro Teori Zavascki na queda do avião no litoral de Paraty (RJ) nessa quinta-feira, 19, seria local utilizado como ponto de encontro de políticos investigados; segundo a coluna Painel, o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, disse aos investigadores da operação Lava Jato que encontrou-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros, no hotel Emiliano, em São Paulo, onde tratou de doação à campanha de Renan Filho (PMDB) ao governo de Alagoas

Hotel Emiliano, do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que morreu junto com o ministro Teori Zavascki na queda do avião no litoral de Paraty (RJ) nessa quinta-feira, 19, seria local utilizado como ponto de encontro de políticos investigados; segundo a coluna Painel, o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, disse aos investigadores da operação Lava Jato que encontrou-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros, no hotel Emiliano, em São Paulo, onde tratou de doação à campanha de Renan Filho (PMDB) ao governo de Alagoas
Hotel Emiliano, do empresário Carlos Alberto Filgueiras, que morreu junto com o ministro Teori Zavascki na queda do avião no litoral de Paraty (RJ) nessa quinta-feira, 19, seria local utilizado como ponto de encontro de políticos investigados; segundo a coluna Painel, o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, disse aos investigadores da operação Lava Jato que encontrou-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros, no hotel Emiliano, em São Paulo, onde tratou de doação à campanha de Renan Filho (PMDB) ao governo de Alagoas (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O Hotel Emiliano, cujo dono, o empresário Carlos Alberto Filgueiras, morreu junto com o ministro Teori Zavascki na queda do avião no litoral de Paraty (RJ) nessa quinta-feira, 19, seria local utilizado como ponto de encontro de políticos investigados.

Segundo a coluna Painel, o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, disse aos investigadores da operação Lava Jato que encontrou-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros, no hotel Emiliano, em São Paulo, onde tratou de doação à campanha de Renan Filho (PMDB) ao governo de Alagoas. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247