Humberto Costa diz que nova fase da Lava Jato vai provar sua inocência

Líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), divulgou nota sobre a Operação Satélite, um novo desdobramento da Lava jato que foi deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (21); parlamentar ressalta que "a Polícia Federal já solicitou o arquivamento do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) por não encontrar qualquer evidência de irregularidade ao longo de dois anos de extensa investigação e "está certo de que a ação de hoje vai corroborar a apuração realizada até agora, que aponta para o teor infundado da acusação e da inexistência de qualquer elemento que desabone a sua vida pública"

Humberto Costa
Humberto Costa (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), divulgou nota sobre a Operação Satélite, um novo desdobramento da Lava jato que foi deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (21). Na nota, o parlamentar ressalta que "a Polícia Federal já solicitou o arquivamento do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) por não encontrar qualquer evidência de irregularidade ao longo de dois anos de extensa investigação".

Humberto também diz que está "à disposição para quaisquer informações adicionais de que necessitarem a Polícia Federal, a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal".

A Operação Satélite tem como alvo pessoas e empresas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Valdir Raupp (PMDB-RO) e Humberto Costa (PT-PE).

Confira a íntegra da nota.

Sobre a fase da Operação Lava-Jato realizada nesta terça-feira (21), o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), esclarece que a Polícia Federal já solicitou o arquivamento do inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) por não encontrar qualquer evidência de irregularidade ao longo de dois anos de extensa investigação.

O senador – que tem contribuído com as autoridades em todos os esforços necessários à elucidação dos fatos – está certo de que a ação de hoje vai corroborar a apuração realizada até agora, que aponta para o teor infundado da acusação e da inexistência de qualquer elemento que desabone a sua vida pública.

Por fim, o senador Humberto Costa reitera que sempre esteve e continua à disposição para quaisquer informações adicionais de que necessitarem a Polícia Federal, a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal e espera que o inquérito em tela possa, finalmente, ser concluído.

Brasília, em 21 de março de 2017.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247