IBGE muda extensão territorial de municípios

16 municípios alagoanos tiveram os seus mapas territoriais alterados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); segundo o Instituto, os mapas refletem mudanças na legislação, alterando os limites municipais, decisões judiciais (Liminares e Mandados) e ajustes cartográficos comunicados oficialmente ao IBGE no âmbito de convênios mantidos com órgãos estaduais; no total, 206 municípios de 11 estados sofreram modificações

16 municípios alagoanos tiveram os seus mapas territoriais alterados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); segundo o Instituto, os mapas refletem mudanças na legislação, alterando os limites municipais, decisões judiciais (Liminares e Mandados) e ajustes cartográficos comunicados oficialmente ao IBGE no âmbito de convênios mantidos com órgãos estaduais; no total, 206 municípios de 11 estados sofreram modificações
16 municípios alagoanos tiveram os seus mapas territoriais alterados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE); segundo o Instituto, os mapas refletem mudanças na legislação, alterando os limites municipais, decisões judiciais (Liminares e Mandados) e ajustes cartográficos comunicados oficialmente ao IBGE no âmbito de convênios mantidos com órgãos estaduais; no total, 206 municípios de 11 estados sofreram modificações (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Dezesseis municípios de Alagoas tiveram alteração nos mapas territoriais, conforme foi divulgado nesta sexta-feira (26), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, 206 municípios de 11 estados apresentaram as mudanças.

Foram alterados os mapas das cidades de Arapiraca, Atalaia, Branquinha, Cajueiro, Canapi, Capela, Craíbas, Feira Grande, Igaci, Lagoa da Canoa, Maceió, Mata Grande, Murici, Ouro Branco, Rio Largo e Satuba.

De acordo com o IBGE, os mapas refletem mudanças na legislação, alterando os limites municipais, decisões judiciais (Liminares e Mandados) e ajustes cartográficos comunicados oficialmente ao IBGE no âmbito de convênios mantidos com órgãos estaduais.

Essas alterações territoriais foram encaminhadas ao IBGE até 30 de abril de 2014 e incorporadas à metodologia das Estimativas Populacionais de 2014 enviadas ao Tribunal de Contas da União em 31 de outubro de 2014.

As demais mudanças ocorreram na Bahia (113), Piauí (17), Minas Gerais (14), Pernambuco (13), Maranhão (10), Rio Grande do Sul (10), Rio Grande do Norte (7), Espírito Santo (2), Mato Grosso (2) e Paraíba (2). Cada alteração envolve no mínimo dois municípios.

Com gazetaweb.com e assessoria

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247