Indecisão de Vanderlan: rival ou aliado de Perillo?

Após criticar governo estadual e garantir que será candidato ao Palácio das Esmeraldas, Vanderlan diz ter feito as pazes com Marconi Perillo e não descarta união com o governador no próximo pleito. "Na política nunca se fecha portas e também nunca se pode dizer que ‘desta água não beberei’", disse Vanderlan; empresário está sem partido desde que saiu do PMDB e revela que nunca mais falou com Iris Rezende

Indecisão de Vanderlan: rival ou aliado de Perillo?
Indecisão de Vanderlan: rival ou aliado de Perillo? (Foto: Edição 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ O ex-prefeito de Senador Canedo e empresário do setor alimentício, Vanderlan Cardoso (sem partido) voltou a ser destaque na mídia goiana este mês. Após um período de encubação desde que deixou o PMDB pela porta dos fundos, Vanderlan resolveu aparecer para opinar na política goiana.

Ao que parece seu objetivo é divulgar à sociedade goiana seu projeto político. Vanderlan garante que será candidato ao governo na próxima eleição. Ele diz que seu grupo, denominado de “terceira via”, é a alternativa à polarização entre o PSDB de Marconi Perillo e o PMDB de Iris Rezende. 

As recentes declarações, no entanto, evidenciam certa indecisão na cabeça de Vanderlan. Na véspera do Natal, ele concedeu entrevista ao jornal Diário da Manhã e teceu uma enxurrada de críticas ao governo de Perillo. Mas, em entrevista publica na última edição do jornal Tribuna do Planalto, Vanderlan revelou que retomou a amizade com Marconi Perillo e que nada impede que os dois possam estar unidos no pleito estadual.

“Na política nunca se fecha portas e também nunca se pode dizer que ‘desta água não beberei’. Hoje é praticamente impossível a gente ter qualquer aliança, porque nós estamos em projetos opostos, mas portas a gente não fecha para ninguém”, afirmou ao Tribuna.

Os laços de amizade entre Perillo e Vanderlan foram refeitos numa reunião em junho deste ano após o empresário deixar o PMDB. Os dois eram próximos e trocavam ideias e projetos até 2010 quando Vanderlan foi candidato ao governo apoiado pelo então governador Alcides Rodrigues, desafeto de Perillo. Em resumo, Vanderlan deixa claro na entrevista ao Tribuna do Planalto que as portas para Marconi Perillo estão abertas.

Sem contato com Iris

Ao comentar se ainda tem relação com os peemedebistas, Vanderlan foi enfático. E disse que nunca mais falou com Iris Rezende, que foi quem lhe levou para o partido. “Eles continuaram no rumo deles e eu fui procurar o meu”, disse o empresário, deixando claro que a saída estremeceu a relação entre os dois.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email