Inglaterra já prega golpe contra Blatter

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não completará seu mandato como presidente da entidade após ser reeleito na sexta, pois será forçado a renunciar, disse o presidente da federação inglesa de futebol (FA), Greg Dyke, neste sábado; "Acho que é mais provável que aconteçam mais escândalos. Acho que aí então Blatter será forçado a renunciar", afirmou; ingleses movem campanha contra Blatter desde que foram derrotados de forma humilhante pela Rússia na disputa pela Copa de 2018, ficando com apenas três votos

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não completará seu mandato como presidente da entidade após ser reeleito na sexta, pois será forçado a renunciar, disse o presidente da federação inglesa de futebol (FA), Greg Dyke, neste sábado; "Acho que é mais provável que aconteçam mais escândalos. Acho que aí então Blatter será forçado a renunciar", afirmou; ingleses movem campanha contra Blatter desde que foram derrotados de forma humilhante pela Rússia na disputa pela Copa de 2018, ficando com apenas três votos
O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não completará seu mandato como presidente da entidade após ser reeleito na sexta, pois será forçado a renunciar, disse o presidente da federação inglesa de futebol (FA), Greg Dyke, neste sábado; "Acho que é mais provável que aconteçam mais escândalos. Acho que aí então Blatter será forçado a renunciar", afirmou; ingleses movem campanha contra Blatter desde que foram derrotados de forma humilhante pela Rússia na disputa pela Copa de 2018, ficando com apenas três votos (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters – O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não completará seu mandato como presidente da entidade após ser reeleito na sexta, pois será forçado a renunciar, disse o presidente da federação inglesa de futebol (FA), Greg Dyke, neste sábado.

Blatter foi eleito para mais um mandato de quatro anos à frente da entidade que comanda o futebol mundial quando seu concorrente, o Príncipe Ali bin Al Hussein, da Jordânia, se retirou da disputa ao perder o primeiro turno da votação.

Dyke disse não esperar a convocação de uma reunião de emergência da Fifa após as mais recentes denúncias de corrupção a atingirem a entidade, mas acrescentou: "Acho que é mais provável que aconteçam mais escândalos".

"Acho que aí então Blatter será forçado a renunciar."

Na quarta-feira, a polícia suíça prendeu sete membros de alto escalão do futebol, incluindo o vice-presidente da Fifa, Jeffrey Webb.

As prisões têm ligação com um escândalo de pagamento de subornos investigado pelos Estados Unidos, pela Suiça e por outros órgãos policiais que jogou a Fifa em sua pior crise nos seus 111 anos de história.

(Reportagem de Mike Collett)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email