'Invasão da casa de Wagner é perseguição política'

Em nota assinada pela presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, o partido repudia o que chama de 'espetáculo político', em referência à ação da Polícia Federal contra o secretário de Desenvolvimento do Estado, Jaques Wagner, no âmbito da Operação Cartão Vermelho, que apura denúncia de corrupção entre governo da Bahia e Odebrecht na construção da Arena Fonte Nova; "A invasão da residência do ex-governador Jaques Wagner por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira é mais um episódio da campanha de perseguição contra o Partido dos Trabalhadores e suas principais lideranças", diz a nota

Em nota assinada pela presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, o partido repudia o que chama de 'espetáculo político', em referência à ação da Polícia Federal contra o secretário de Desenvolvimento do Estado, Jaques Wagner, no âmbito da Operação Cartão Vermelho, que apura denúncia de corrupção entre governo da Bahia e Odebrecht na construção da Arena Fonte Nova; "A invasão da residência do ex-governador Jaques Wagner por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira é mais um episódio da campanha de perseguição contra o Partido dos Trabalhadores e suas principais lideranças", diz a nota
Em nota assinada pela presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, o partido repudia o que chama de 'espetáculo político', em referência à ação da Polícia Federal contra o secretário de Desenvolvimento do Estado, Jaques Wagner, no âmbito da Operação Cartão Vermelho, que apura denúncia de corrupção entre governo da Bahia e Odebrecht na construção da Arena Fonte Nova; "A invasão da residência do ex-governador Jaques Wagner por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira é mais um episódio da campanha de perseguição contra o Partido dos Trabalhadores e suas principais lideranças", diz a nota (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em nota assinada pela presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, o Partido dos Trabalhadores repudia o que chama de 'espetáculo político', em referência à ação da Polícia Federal (PF) contra o secretário de Desenvolvimento da Bahia, Jaques Wagner, no âmbito da Operação Cartão Vermelho (mais um desdobramento da Lava Jato).

Segue a íntegra da nota:

A invasão da residência do ex-governador Jaques Wagner por agentes da Polícia Federal, na manhã de segunda-feira (26) é mais um episódio da campanha de perseguição contra o Partido dos Trabalhadores e suas principais lideranças.

A sociedade brasileira está cada vez mais consciente de que setores do sistema judicial abusam da autoridade para tentar criminalizar o PT e até os advogados que defendem nossas lideranças e denunciam a politização do Judiciário.

A escalada do arbítrio está diretamente relacionada ao crescimento da pré-candidatura do ex-presidente Lula, nas pesquisas, nas manifestações populares, nas caravanas de Lula pelo Brasil. Quanto mais Lula avança, mais tentam nos atingir com mentiras e operações midiáticas.

Nossa solidariedade ao companheiro Jaques Wagner e sua família.

Por Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247