Geral

Investigação da Petrobras é "palanque político"

Aprovação de criação de comissão para investigar denúncias de pagamento de propina a funcionários da Petrobras na Câmara é vista pelo deputado Valmir Assunção, do PT, como tentativa de 'tirar proveito' pelos parlamentares que fizeram coro; "A Controladoria Geral da União está monitorando a questão. Ou seja, o próprio governo já solicitou investigação. Essa comissão montada pelo parlamento não tem nenhum poder de investigação. Logo, trata-se apenas de palanque político para que a oposição possa atacar o governo. Parece que a eleição já começou na Câmara dos Deputados"

Aprovação de criação de comissão para investigar denúncias de pagamento de propina a funcionários da Petrobras na Câmara é vista pelo deputado Valmir Assunção, do PT, como tentativa de 'tirar proveito' pelos parlamentares que fizeram coro; "A Controladoria Geral da União está monitorando a questão. Ou seja, o próprio governo já solicitou investigação. Essa comissão montada pelo parlamento não tem nenhum poder de investigação. Logo, trata-se apenas de palanque político para que a oposição possa atacar o governo. Parece que a eleição já começou na Câmara dos Deputados" (Foto: Romulo Faro)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Bahia 247 - Aprovação de criação de comissão para investigar denúncias de pagamento de propina a funcionários da Petrobras na Câmara, na terça-feira (11), é vista pelo deputado Valmir Assunção, do PT, como tentativa de 'tirar proveito' pelos parlamentares que fizeram coro.

Petista diz que comissão é "desnecessária", pois a Petrobras já iniciou investigação sobre a denúncia, com a ida de servidores à Holanda.

"A Controladoria Geral da União está monitorando a questão. Ou seja, o próprio governo já solicitou investigação. Essa comissão montada pelo parlamento não tem nenhum poder de investigação. Logo, trata-se apenas de palanque político para que a oposição possa atacar o governo, utilizando-se de dinheiro público. Parece que a eleição já começou na Câmara dos Deputados".

Sobre a convocação e convite de ministros para prestar esclarecimentos aos deputados, Valmir afirma que "esse tipo de pedido é corriqueiro" da atividade do Executivo e do parlamento brasileiro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Esses deputados tratam o assunto como uma coisa de outro mundo. Durante todo o meu período de deputado federal, todos os ministros, quando convidados ou convocados, vieram aqui prestar esclarecimentos e debater sobre diversos assuntos com a maior transparência possível".

O governo tentou barrar a iniciativa da oposição por meio de um requerimento pela retirada da proposta, mas o plenário rejeitou o pedido. Por 267 votos a favor, 28 contrários e 15 abstenções, os parlamentares mantiveram em pauta a proposta da oposição. Movimento foi capitaneado pelo rebelde PMDB.

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO