CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Iran: "governo JB tem margem fácil para negociar reajuste dos servidores"

Vereador do PT, Iran Barbosa fez um apelo ao governador Jackson Barreto (PMDB), nesta quarta-feira (26), pela revisão salarial anual dos servidores públicos do Estado, relativa aos ano de 2013 e 2014; "É preciso que o Governo do Estado corrija esse erro grave, que desde o ano passado está sendo praticado, que é o de não garantir a revisão salarial anual aos seus servidores. É um apelo que já fiz outras vezes e quero aqui reiterá-lo", disse; parlamentar disse que "o Governo do Estado não pode se valer do argumento de ter poucos recursos para não dar reajuste aos servidores, porque a conta entre o que Sergipe arrecadou e gastou, em 2013, ficou com saldo favorável"

Imagem Thumbnail
Vereador do PT, Iran Barbosa fez um apelo ao governador Jackson Barreto (PMDB), nesta quarta-feira (26), pela revisão salarial anual dos servidores públicos do Estado, relativa aos ano de 2013 e 2014; "É preciso que o Governo do Estado corrija esse erro grave, que desde o ano passado está sendo praticado, que é o de não garantir a revisão salarial anual aos seus servidores. É um apelo que já fiz outras vezes e quero aqui reiterá-lo", disse; parlamentar disse que "o Governo do Estado não pode se valer do argumento de ter poucos recursos para não dar reajuste aos servidores, porque a conta entre o que Sergipe arrecadou e gastou, em 2013, ficou com saldo favorável" (Foto: Valter Lima)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sergipe 247 - O vereador Iran Barbosa (PT) fez um apelo ao governador Jackson Barreto (PMDB), nesta quarta-feira (26) pela revisão salarial anual dos servidores públicos do Estado, relativa aos ano de 2013 e 2014. "É preciso que o Governo do Estado corrija esse erro grave, que desde o ano passado está sendo praticado, que é o de não garantir a revisão salarial anual aos seus servidores. É um apelo que já fiz outras vezes e quero aqui reiterá-lo", disse.

O petista lembrou que o reajuste deste ano deve ser assegurado o quanto antes, já que 2014 é ano eleitoral e a legislação impõe data limite para que governos concedam reajustes a seus servidores e, para garantir um reajuste que incorpore a revisão deste ano e a que não foi concedida no ano passado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Que o governador Jackson Barreto possa abrir rapidamente o diálogo com os servidores e encontrar uma alternativa também para este ano. Amanhã, já está marcada uma audiência com o governo para tratar da questão da revisão do piso salarial do magistério, já que não é só a revisão deste ano que está em pauta, mas também o passivo que o governo tem relativo ao ano de 2012. Estaremos também cobrando a negociação desse passivo", ressaltou.

Iran Barbosa destacou que reitera a cobrança para que o Governo do Estado proceda à recuperação salarial dos seus servidores públicos à luz de uma informação importante, divulgada pelo jornal Folha de São Paulo e confirmada pelo professor do Departamento de Economia da UFS e assessor econômico do Governo de Sergipe, Ricardo Lacerda, de que Sergipe foi uma dos três estados com crescimento no superávit primário em 2013. Os dados são do Tesouro Nacional.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Assim como ocupei a tribuna para dizer que não era verdadeira a informação passada pelo prefeito de Aracaju, de que os repasses do Fundo de Participação do Município tinham caído em 2013; quero dizer que também o Governo do Estado não pode se valer do argumento de ter poucos recursos para não dar reajuste aos servidores, porque a conta entre o que Sergipe arrecadou e gastou, em 2013, ficou com saldo favorável. O governo gastou menos com pessoal e com investimentos e arrecadou muito mais. Significa que há uma margem fácil de negociação com os servidores para garantir o reajuste", apontou o petista.

 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO