Ítalo Marsili, que bolsonaristas querem como ministro da Saúde, já disse que voto das mulheres faz mal à democracia

O médico psiquiatra também já disse que “curou” pedófilo pagando “prostitutas com cara de criança”

Médico psiquiatra Ítalo Marsili
Médico psiquiatra Ítalo Marsili (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O médico Ítalo Marsili, que bolsonaristas olavistas estão defendendo para que seja nomeado como ministro da Saúde do governo Bolsonaro, após a saída de Nelson Teich na sexta-feira 15, já disse barbaridades e tem deixado internautas - opositores a Jair Bolsonaro - horrorizados.

Em um vídeo que circula pelas redes sociais neste fim de semana, Marsili defende que o voto feminino faz mal à democracia e que para se conseguir o voto de uma mulher, “basta seduzi-la”. 

Ele também já contou em um de seus stories em que responde perguntas de seguidores, que “curou” um pedófilo recomendando que ele pagasse “prostitutas com cara de criança”. Ítalo se define como “o médico mais popular do país”.

Os bolsonaristas subiram no Twitter a hashtag #ItaloMarsilinoMinisteriodaSaude.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247