Itaquerão vai ter de esperar mais uma semana

Corinthians anunciou "consenso" com construtora na tera-feira, mas Odebrecht diz que faltam detalhes para assinar contrato; concesso de incentivos fiscais da Prefeitura foi assinada nesta quarta-feira

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O diretor superintendente da Odebrecht em São Paulo, Carlos Armando Paschoal, informou nesta quarta-feira que o contrato para a construção do futuro estádio do Corinthians, o Itaquerão, será assinado na semana que vem. Segundo ele, ainda faltam "detalhes" de ordem jurídica e formal para a homologação do negócio. "Os aspectos técnicos, econômicos e financeiros, contudo, já estão resolvidos", disse Paschoal, antes de cerimônia para a sanção de lei que autoriza a concessão de incentivos fiscais da Prefeitura para a obra, na zona leste da capital paulista.

O Corinthians anunciou na última terça-feira, por meio do seu site oficial, que chegou a um consenso com a construtora sobre o valor da arena: R$ 820 milhões. Para bancar o custo do Itaquerão segundo o clube, serão utilizadas linhas de financiamento disponíveis para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil.

O diretor da Odebrecht reconheceu que este valor pode sofrer alteração, mas a mudança seria uma hipótese "remotíssima". "O valor combinado com o Corinthians é fixo", ressaltou. Paschoal afirmou que os dutos da Petrobras ainda existentes no terreno devem ser retirados no próximo mês por uma empresa contratada pela Transpetro.

De acordo com Paschoal, o andamento da obra está dentro do cronograma oficial e o estádio ficará pronto até seis meses antes da abertura do Mundial de 2014. "Vamos fazer em 31 meses, mais ou menos", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email