Já conhece as 5 moedas raras mais valiosas do mundo?

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

No contexto da economia moderna, se costuma dizer que o dinheiro não vale nada. De facto, o papel-moeda que hoje em dia utilizámos se baseia em pouco mais do que na confiança que temos em relação à autoridade e estabilidade dos bancos centrais mundiais. Mas no mundo da numismática, que é o estudo histórico das moedas, tem dinheiro que vale muito mais do que aparenta.
Hoje, lhe trazemos as 5 moedas raras mais valiosas do mundo. E se você tiver uma dessas em sua colecção, esse pode ser o seu dia de sorte.

$15 Brasher Doubloon (1787)

Antes do estabelecimento da Casa da Moeda dos Estados Unidos, os primeiros colonos do continente tinham o hábito de cunhar as suas próprias moedas. Um deles foi o ourives Ephraim Brasher, que em 1787 criou essa moeda raríssima de $15. Num leilão de 2014, um dos preciosos exemplares originais de Basher foi vendido no estado do Texas por um valor correspondente a mais de 23 milhões de reais, tornando essa moeda na 5.ª mais valiosa de sempre.

$1 de Prata Flowing Hair (1794)

Perto do final do século XVIII, os Estados Unidos decidiram seguir o exemplo das grandes democracias europeias e estabelecer uma instituição central que desempenhasse a função de cunhar moeda. Lá foi produzido de forma oficial o primeiro dólar, que é hoje conhecido como o $1 Flowing Hair. Seu nome se relaciona com a imagem na moeda, que é uma rendição do busto da Liberdade, popularizado após a Revolução Francesa. Essa moeda rara foi recentemente vendida em leilão por mais de 25 milhões de reais.

$15 Brasher Doubloon (1787)

Para ter uma ideia do quão importante foi o ouvires Ephraim Brasher, basta pensar que ele cunhou não uma, mas duas das 5 moedas antigas mais valiosas da História. 3 anos antes de uma segunda moeda de $15 de Brasher ter sido vendida em 2014, um leilão de Nova Iorque organizado pela Blanchard and Company fez dessa moeda a 3.ª mais valiosa de sempre. Quanto custou? Mais de 37 milhões de reais! Não se sabe ao certo quantas moedas originais foram cunhadas por Brasher, mas todas elas possuem um padrão único, sendo por isso consideradas altamente valiosas pelos colecionadores.

$20 Double Eagle (1933)

A segunda moeda rara mais valiosa do mundo foi cunhada em 1933, junto de outros 499,999 exemplares. Mas pouco tempo depois, essa moeda no valor de $20 foi considerada ilegal, junto com todas as outras moedas de ouro que se encontravam em circulação nos Estados Unidos. Todos os exemplares de $20 Double Eagle foram derretidos. Exceto um, que se encontrava na posse de um monarca egípcio. Foi essa a moeda que foi vendida a um colecionador em 2002, pelo então valor recorde de mais de 38 milhões de reais.

$1 de Prata Flowing Hair (1794)

Já lhe dissemos que o dólar de prata Flowing Hair foi o primeiro tipo de moeda alguma vez cunhada pelo Governo dos Estados Unidos. Mas quanto será que um colecionador pagaria por aquela que foi, de facto, a primeira de todas as moedas americanas? Em 2013, ficámos a conhecer a resposta: cerca de 50.5 milhões de reais. Sendo a primeira moeda americana da história, esse dólar de prata é considerado a peça de colecionador mais valiosa de todo o universo da numismática.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247