Jailton retorna à Câmara para último mês de mandato

O vereador Jailton Santana (PSDB) reassumiu nesta terça (29) o seu mandato em Aracaju, após ficar afastado em decorrência da decisão judicial que afastou parlamentares envolvidos no desvio de verbas indenizatórias; Jailton disse que espera exercer o mandato até o dia 31 de dezembro e provar sua inocência; “Aqui estamos para cumprir nosso papel, que vai até 31 de dezembro. Espero chegar até o fim do meu mandato pela porta da frente, do mesmo modo que entrei. Num primeiro instante, os advogados mostraram no processo que deixamos de utilizar as verbas indenizatórias do mês de março", afirmou

O vereador Jailton Santana (PSDB) reassumiu nesta terça (29) o seu mandato em Aracaju, após ficar afastado em decorrência da decisão judicial que afastou parlamentares envolvidos no desvio de verbas indenizatórias; Jailton disse que espera exercer o mandato até o dia 31 de dezembro e provar sua inocência; “Aqui estamos para cumprir nosso papel, que vai até 31 de dezembro. Espero chegar até o fim do meu mandato pela porta da frente, do mesmo modo que entrei. Num primeiro instante, os advogados mostraram no processo que deixamos de utilizar as verbas indenizatórias do mês de março", afirmou
O vereador Jailton Santana (PSDB) reassumiu nesta terça (29) o seu mandato em Aracaju, após ficar afastado em decorrência da decisão judicial que afastou parlamentares envolvidos no desvio de verbas indenizatórias; Jailton disse que espera exercer o mandato até o dia 31 de dezembro e provar sua inocência; “Aqui estamos para cumprir nosso papel, que vai até 31 de dezembro. Espero chegar até o fim do meu mandato pela porta da frente, do mesmo modo que entrei. Num primeiro instante, os advogados mostraram no processo que deixamos de utilizar as verbas indenizatórias do mês de março", afirmou (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247 - O vereador Jailton Santana (PSDB) reassumiu nesta terça-feira (29) o seu mandato em Aracaju, após ficar afastado em decorrência da decisão judicial que afastou parlamentares envolvidos no desvio de verbas indenizatórias. Jailton disse que espera exercer o mandato até o dia 31 de dezembro e provar sua inocência.

“Aqui estamos para cumprir nosso papel, que vai até 31 de dezembro. Espero chegar até o fim do meu mandato pela porta da frente, do mesmo modo que entrei. Num primeiro instante, os advogados mostraram no processo que deixamos de utilizar as verbas indenizatórias do mês de março. É importante falar que essas verbas eram fornecidas através de uma resolução e nós a seguíamos. Agora iremos torcer e fazer com que os autos desse processo possam provar nossa inocência. Eu nunca perdi a tranquilidade”, afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247