Janot sobre morte de Teori: ‘inacreditável, 2016 não acaba’

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que a morte do ministro Teori Zavascki na última quinta-feira (19), na queda de avião em Paraty, no Rio, mostra que o ano de 2016 não acabou; "Inacreditável. 2016 não acaba. É a era de Aquarius ao inverso", desabafou Janot a um repórter da Folha de S. Paulo, no velório de Teori, em Porto Alegre

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que a morte do ministro Teori Zavascki na última quinta-feira (19), na queda de avião em Paraty, no Rio, mostra que o ano de 2016 não acabou; "Inacreditável. 2016 não acaba. É a era de Aquarius ao inverso", desabafou Janot a um repórter da Folha de S. Paulo, no velório de Teori, em Porto Alegre
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que a morte do ministro Teori Zavascki na última quinta-feira (19), na queda de avião em Paraty, no Rio, mostra que o ano de 2016 não acabou; "Inacreditável. 2016 não acaba. É a era de Aquarius ao inverso", desabafou Janot a um repórter da Folha de S. Paulo, no velório de Teori, em Porto Alegre (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse que a morte do ministro Teori Zavascki na última quinta-feira (19), na queda de avião em Paraty, no Rio, mostra que o ano de 2016 não acabou.

"Inacreditável. 2016 não acaba. É a era de Aquarius ao inverso", desabafou Janot a um repórter da Folha de S. Paulo, no velório de Teori, em Porto Alegre (RS).

Várias autoridades participaram do velório e sepultamento do ministro Teori Zavascki. O ministro José Antônio Dias Toffoli, que também compareceu ao velório, disse emocionado que a morte de Teori "é uma perda pessoal que nos abala e que estamos ainda sofrendo bastante".

Michel Temer chegou no início da tarde com os ministros Alexandre de Moraes e José Serra e o governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247