Japoneses vão investir na cultura do sorgo

Encontro entre representantes de uma empresa japonesa e técnicos da Secretaria de Agricultura de Alagoas, decidiu pela criação de um grupo de apoio para os projetos de pesquisas com materiais do sorgo, que serão desenvolvidas pelos japoneses; ainda  este ano, começam a ser implantadas três áreas com materiais de experimento de sorgo em áreas produtivas de cana de açúcar

Encontro entre representantes de uma empresa japonesa e técnicos da Secretaria de Agricultura de Alagoas, decidiu pela criação de um grupo de apoio para os projetos de pesquisas com materiais do sorgo, que serão desenvolvidas pelos japoneses; ainda  este ano, começam a ser implantadas três áreas com materiais de experimento de sorgo em áreas produtivas de cana de açúcar
Encontro entre representantes de uma empresa japonesa e técnicos da Secretaria de Agricultura de Alagoas, decidiu pela criação de um grupo de apoio para os projetos de pesquisas com materiais do sorgo, que serão desenvolvidas pelos japoneses; ainda  este ano, começam a ser implantadas três áreas com materiais de experimento de sorgo em áreas produtivas de cana de açúcar (Foto: Voney Malta)

Por Ronaldo Lima/Agência Alagoas - A elaboração de projeto para o desenvolvimento sobre cultivares do sorgo em Alagoas foi tema de reunião nesta quinta-feira (8), entre técnicos da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), Federação da Agricultura, Embrapa e Ufal erepresentantes de uma empresa japonesa.

No encontro, realizado no auditório da Federação da Agricultura, em Maceió, ficou definido que será criado um grupo de apoio para os projetos de pesquisas com materiais do sorgo, que serão desenvolvidas pela empresa japonesa.

O secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, destaca a importância do encontro e da vinda do grupo japonês para Alagoas, que vai de encontro com a política de diversificação das atividades agrícolas que atualmente vem sendo desenvolvida no Estado.

"Alagoas tem áreas disponíveis para desenvolver pesquisas com a cultura do sorgo e o Governo vai dar todo apoio e incentivo para as pesquisas que o grupo do Japão irá desenvolver aqui", assegura o secretário.

Álvaro Vasconcelos acrescenta que, além do apoio do Governo, os empresários japoneses também vão contar com a colaboração e o acompanhamento dos técnicos e pesquisadores da Federação da Agricultura, Ufal, Embrapa e Seagri.

A empresa japonesa que vai desenvolver pesquisas em Alagoas tem uma base genética de sorgo bastante ampliada, o que será de grande utilidade à experimentação dos materiais para o Estado.

Como explica Hibernon Cavalcante, técnico da Seagri, em outras partes do mundo, com clima e solos semelhantes, o cultivo do sorgo desperta uma excelente produtividade, com resistência a fatores como estresse hídrico, resistência de solo, com altas respostas produtivas.

Ficou definido na reunião que, ainda este ano, começam a ser implantadas três áreas com materiais de experimento de sorgo em áreas produtivas de cana de açúcar.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247