JB anuncia construção do Hospital do Câncer

O governador Jackson Barreto fez ontem uma prestação de contas da gestão e manifestou suas perspectivas para o novo ano, em entrevista à TV Atalaia, no programa Balanço Geral. Na entrevista, o governador reconhece que 2017 será ainda um ano de dificuldades e afirmou que está fazendo "o dever de casa" para enfrentar a crise e garantir recursos para investimentos. Na entrevista o governador também anunciou o início das obras do Hospital do Câncer já para o mês de janeiro

O governador Jackson Barreto fez ontem uma prestação de contas da gestão e manifestou suas perspectivas para o novo ano, em entrevista à TV Atalaia, no programa Balanço Geral. Na entrevista, o governador reconhece que 2017 será ainda um ano de dificuldades e afirmou que está fazendo "o dever de casa" para enfrentar a crise e garantir recursos para investimentos. Na entrevista o governador também anunciou o início das obras do Hospital do Câncer já para o mês de janeiro
O governador Jackson Barreto fez ontem uma prestação de contas da gestão e manifestou suas perspectivas para o novo ano, em entrevista à TV Atalaia, no programa Balanço Geral. Na entrevista, o governador reconhece que 2017 será ainda um ano de dificuldades e afirmou que está fazendo "o dever de casa" para enfrentar a crise e garantir recursos para investimentos. Na entrevista o governador também anunciou o início das obras do Hospital do Câncer já para o mês de janeiro (Foto: Fatima 247)

Sergipe 247 - O governador Jackson Barreto fez ontem uma prestação de contas da gestão e manifestou suas perspectivas para o novo ano, em entrevista à TV Atalaia, no programa Balanço Geral. Na entrevista, o governador reconhece que 2017 será ainda um ano de dificuldades. “Sei que teremos muitas dificuldades. Não vejo, como gostaria, a luz no fim do túnel, mas peço a Deus capacidade para continuar trabalhando".

O governador disse ainda que está fazendo "o dever de casa" para enfrentar a crise e garantir recursos para investimentos. "Resta para mim fazer o meu dever de casa, enxugar algumas questões, e cortar aqui e ali. Estou buscando financiamentos externos, caso contrário, não teríamos o volume de obras que temos em todo estado. Há recursos para água, poços, rodovia, escolas, saúde e vamos seguir trabalhando”, acrescentou.

Na entrevista o governador também anunciou o início das obras do Hospital do Câncer. Segundo ele, em janeiro/2017 será dada a ordem de serviço para que as duas empresas que venceram a licitação iniciem a construção. A construção da unidade hospitalar irá possibilitar uma melhoria significativa para os pacientes oncológicos em Sergipe. O projeto contempla setores específicos com 30 leitos para internação infantil e 120 leitos para internação de adultos, além de 10 leitos de UTI para os adultos e 10 para crianças. 

A entrevista também foi importante para o governador destacar questões como o Programa de Apoio ao Investimento nos Estados (Proinveste), que financia diversas obras na área de mobilidade urbana, entre elas o sistema viário que facilitará o acesso às repartições do Centro Administrativo e encurtará as distâncias para quem se desloca da BR 235 e da avenida Tancredo Neves para a Marechal Rondon, bem como no sentido oposto, além da construção de rodovias, como a Pirambu-Pacatub

O governador destacou as obras do setor de educação, como a Escola Estadual João de Seixas Dória, em Nossa Senhora do Socorro, que oferece cursos técnicos para os jovens da região e as obras das escolas profissionalizantes de Nossa Senhora das Dores e Umbaúba. 

Como balanço do ano de 2016, Jackson Barreto também falou sobre o fomento no setor de Turismo, por meio de R$ 300 milhões do Prodetur e citou a ajuda do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, que, na sexta-feira, 23, liberou mais R$ 3 milhões para a obra do Centro de Convenções de Sergipe (CCS).

O governador destacou também as obras de abastecimento d'água e saneamento, destacando investimento na abertura de poços e instalação de dessalinizadores. Segundo o governador "Aracaju vai se tornar capital mais bem servida na área de esgotamento sanitário. E não só a capital sergipana, como Itabaiana, Lagarto e Nossa Senhora das Dores recebem investimentos no setor", pontuou.

Com informações do Jornal do Dia

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247