JB não demitirá servidores de empresas extintas

O governador Jackson Barreto (PMDB) avisou aos deputados estaduais que não irá demitir os servidores das empresas públicas que serão extintas; mesmo contrariando alguns dos seus auxiliares da área, que aconselhavam o corte, JB entendeu que não poderia proceder de tal forma; a situação dos servidores está sendo discutida pela Procuradoria Geral do Estado, para dar segurança jurídica à nova realidade aos trabalhadores; os parlamentares se reunirão com membros do governo para tratar do andamento do tema na próxima semana  

O governador Jackson Barreto (PMDB) avisou aos deputados estaduais que não irá demitir os servidores das empresas públicas que serão extintas; mesmo contrariando alguns dos seus auxiliares da área, que aconselhavam o corte, JB entendeu que não poderia proceder de tal forma; a situação dos servidores está sendo discutida pela Procuradoria Geral do Estado, para dar segurança jurídica à nova realidade aos trabalhadores; os parlamentares se reunirão com membros do governo para tratar do andamento do tema na próxima semana
 
O governador Jackson Barreto (PMDB) avisou aos deputados estaduais que não irá demitir os servidores das empresas públicas que serão extintas; mesmo contrariando alguns dos seus auxiliares da área, que aconselhavam o corte, JB entendeu que não poderia proceder de tal forma; a situação dos servidores está sendo discutida pela Procuradoria Geral do Estado, para dar segurança jurídica à nova realidade aos trabalhadores; os parlamentares se reunirão com membros do governo para tratar do andamento do tema na próxima semana   (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - O governador Jackson Barreto (PMDB) avisou aos deputados estaduais que não irá demitir os servidores das empresas públicas que serão extintas. Mesmo contrariando alguns dos seus auxiliares da área, que aconselhavam o corte, JB entendeu que não poderia proceder de tal forma. A situação dos servidores está sendo discutida pela Procuradoria Geral do Estado, para dar segurança jurídica à nova realidade aos trabalhadores.

O Estado extinguirá a Cehop, a Cohidro, a Emgetis, a Pronese, a Emdagro e uma das fundações de saúde. Todos os funcionários das empresas, com funções definidas, serão reaproveitados em pastas do Estado para exercerem suas atividades normais, mantendo os seus salários base. Também será verificada a situação dos servidores que já poder se aposentar.

Na segunda-feira (9), durante encontro com os deputados estaduais, o governador garantiu que manterá os servidores, mesmo após o veto ao artigo da lei sobre o assunto. Presente na reunião, o deputado estadual Padre Inaldo (PC do B) comentou que "não esperaria uma postura diferente do governador, tendo em vista o seu histórico de luta pela classe trabalhadora”.

Ao Sergipe 247, o deputado estadual Robson Viana (PMDB) explicou que havia uma preocupação dos parlamentares com o cumprimento do acordo feito, no ano passado, com membros da oposição para aprovação da reforma administrativa. Na próxima semana, os deputados estaduais voltarão a se reunir com membros do governo para avaliar o encaminhamento das discussões. Com a decisão de manter os servidores, o governador faz calar uma das principais críticas da oposição neste início de mandato. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247