Jogos Indígenas devem reunir 300 mil pessoas

Prefeito Carlos Amastha (PSB) apresentou nesta quarta-feira, 21, em entrevista coletiva à imprensa, os planos de mobilidade e de segurança para os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas; segundo o prefeito, a expectativa é de receber um público de cerca de 300 mil pessoas durante os 10 dias do evento, que acontece de 23 de outubro a 1º de novembro; os jogos terão esquema de segurança semelhante ao utilizado na Copa do Mundo, com ação integrada da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Polícia Civil e Militar, Polícia Federal e Rodoviária Federal e equipes especiais da Secretaria Nacional de Segurança

Prefeito Carlos Amastha (PSB) apresentou nesta quarta-feira, 21, em entrevista coletiva à imprensa, os planos de mobilidade e de segurança para os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas; segundo o prefeito, a expectativa é de receber um público de cerca de 300 mil pessoas durante os 10 dias do evento, que acontece de 23 de outubro a 1º de novembro; os jogos terão esquema de segurança semelhante ao utilizado na Copa do Mundo, com ação integrada da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Polícia Civil e Militar, Polícia Federal e Rodoviária Federal e equipes especiais da Secretaria Nacional de Segurança
Prefeito Carlos Amastha (PSB) apresentou nesta quarta-feira, 21, em entrevista coletiva à imprensa, os planos de mobilidade e de segurança para os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas; segundo o prefeito, a expectativa é de receber um público de cerca de 300 mil pessoas durante os 10 dias do evento, que acontece de 23 de outubro a 1º de novembro; os jogos terão esquema de segurança semelhante ao utilizado na Copa do Mundo, com ação integrada da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Polícia Civil e Militar, Polícia Federal e Rodoviária Federal e equipes especiais da Secretaria Nacional de Segurança (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O prefeito Carlos Amastha (PSB) apresentou nesta quarta-feira, 21, em entrevista coletiva à imprensa, os planos de mobilidade e de segurança para os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. 

Segundo o prefeito, a expectativa é de receber um público de cerca de 300 mil pessoas durante os 10 dias do evento, que acontece de 23 de outubro a 1º de novembro. 

Para executar toda a competição dentro do planejado, os Jogos Indígenas terão esquema especial de segurança semelhante ao da Copa do Mundo de 2014. Todo o esquema funcionará de forma integrada, contando com a participação da Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), Polícia Civil e Militar, Polícia Federal e Rodoviária Federal e equipes especiais da Secretaria Nacional de Segurança. Para a atuação destas forças foi montado um Centro Integrado de Comando e Controle na área dos jogos, e mais dois centros móveis, sendo que o Sistema contará ainda com o Centro Nacional de Inteligência (CIN). 

Já no que tange a Guarda Metropolitana, o efetivo atuará todos os dias com 90 Guardas que, além de trabalharem na área dos JMPI, estarão fazendo a segurança nas Escolas onde os indígenas estão alojados. Além das forças públicas, a parte patrimonial será vigiada por uma empresa privada.

Além do legado cultural e imaterial, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, destacou durante a coletiva os benefícios que Palmas receberá em decorrência de ser a sede dos I JMPI, dente eles toda a estrutura física da Vila dos JMPI, além da liberação de recursos para estruturas e eventos esportivos na Capital.

"Este espaço da Vila dos Jogos é um espaço permanente, com estrutura para realizarmos grandes eventos. Agora temos um espaço para sediar nossos grandes eventos", frisou Amastha.

De acordo com o presidente da Fundação de Esportes, Clayton Allen, o legado dos JMPI já soma um total de aproximadamente R$ 11 milhões, em estruturas e recursos para investimentos na cidade.

"Meu Ônibus"

Durante a entrevista coletiva, o prefeito Carlos Amastha apresentou o aplicativo Meu Ônibus Palmas, que permite ao passageiro pesquisar a linha mais apropriada para o seu destino final, pontos mais próximos, horário exato de chegada do ônibus no ponto, itinerário das linhas através de mapas e, ainda, permite ao usuário verificar se o veículo está atrasado ou vai passar no horário.

Para o secretário Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte, Christian Zini, esse aplicativo era uma das exigências da Prefeitura ao Seturb, com o objetivo de promover melhorias no transporte público. "Percebemos que uma das grandes demandas do usuário era ter uma ferramenta que mostrasse em tempo real a hora de chegada do seu ônibus. E, com o Meu Ônibus Palmas, isso já é possível",

O aplicativo está disponível gratuitamente para os aparelhos celulares nas versões Androide e IOS. Para baixar o aplicativo a pessoa precisa digitar no campo da loja virtual a palavra: Meu Ônibus Palmas. O software foi desenvolvido pela empresa M2M Solutions, contratada pelo Seturb.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247