José Eliton se reúne com ministro da Economia da Polônia

Na primeira pauta da missão comercial goiana à capital polonesa, vice-governador defende ampliação das relações comerciais; Janusz Piechocinski prevê programa de investimentos, diz que o Brasil é um “ótimo amigo” e foi lar para muitos poloneses no século 20; ministro disse que o pa´s promove um novo programa de investimentos para o Brasil e Goiás será um dos beneficiados

Na primeira pauta da missão comercial goiana à capital polonesa, vice-governador defende ampliação das relações comerciais; Janusz Piechocinski prevê programa de investimentos, diz que o Brasil é um “ótimo amigo” e foi lar para muitos poloneses no século 20; ministro disse que o pa´s promove um novo programa de investimentos para o Brasil e Goiás será um dos beneficiados
Na primeira pauta da missão comercial goiana à capital polonesa, vice-governador defende ampliação das relações comerciais; Janusz Piechocinski prevê programa de investimentos, diz que o Brasil é um “ótimo amigo” e foi lar para muitos poloneses no século 20; ministro disse que o pa´s promove um novo programa de investimentos para o Brasil e Goiás será um dos beneficiados (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Com o objetivo de ampliar relações comerciais com a Polônia, o vice-governador e secretário de Desenvolvimento (SED), José Eliton, manteve na manhã desta quinta-feira (2) audiência com o ministro da Economia, Janusz Piechocinski, em Varsóvia, no primeiro evento da missão goiana ao país europeu. Ambos manifestaram intenção de aumentar o fluxo dos investimentos, bem como o intercâmbio científico e cultural.

“O Brasil foi o lar para muitos poloneses no século 20. Os bons amigos só se conhecem nos momentos de dificuldades”, disse o ministro da Economia ao saudar a delegação goiana. “O seu país é um ótimo amigo e se destaca pela hospitalidade”, completou. Na sequência, ressaltou o permanente crescimento da Polônia mesmo diante da lenta recuperação na zona do euro. Segundo Janusz Piechocinski, o pais promove um novo programa de investimentos para o Brasil. Goiás será um dos beneficiados.

Varsóvia é o último destino da missão comercial goiana a três países do leste europeu. A comitiva desenvolveu movimentada agenda de negócios em Moscou, São Petersburgo e Minsk, capital de Belarus. Participaram da audiência com o ministro da Economia da Polônia o representante da Assembleia Legislativa, deputado Zé Antônio (PTB), presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Pedro Alves, superintendente de Comércio Exterior da Secretaria de Desenvolvimento (SED), Luiz Medeiros e presidente da Câmara de Comércio Brasil Polônia, Marcio Artiaga de Almeida Castro.
.
O crescimento real da Polônia atingiu 3,3% em 2014 e, pelas estimativas do FMI, deve chegar a 3,48% em 2015 e 2016. A economia do conjunto dos 18 países que fazem parte da zona do euro avançou 0,9% no ano passado. Ainda neste período, as exportações polonesas cresceram 5,2% na comparação com 2013. O valor total fechou em 163 bilhões de euros.

O vice-governador José Eliton disse em sua saudação que existe forte similaridade entre as economias de Goiás e da Polônia: enquanto o Brasil vive momento de retração, o Estado cresce bem acima da média nacional. Ele reafirmou interesse em ampliar as relações comerciais com aquele país dentro do projeto de internacionalização da economia empreendido pelo governador Marconi Perillo.

José Eliton defendeu a necessidade de ampliar a corrente de negócios. Citou os principais produtos que Goiás exporta para a Polônia: carnes, instrumentos e aparelhos médico-cirúrgicos. Já os principais produtos importados pelo Estado foram adubos e fertilizantes, aparelhos médico-cirúrgicos, instrumentos e aparelhos mecânicos, veículos, produtos químicos orgânicos, borracha e plásticos.

O ministro Janusz Piechocinski traçou um rápido perfil da economia da Polônia que se destaca na agricultura, na indústria de transformação, além de possuir grandes reservas minerais. Citou a “boa tecnologia” local, o polo farmoquímico consolidado e os avanços no setor de informação. “Podemos estabelecer cooperação em várias áreas”, disse ao ressaltar a força da população jovem do país.


Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247