Juiz indefere pedido de liminar para barrar auxílio-moradia

O magistrado da 2 Vara da Fazenda Pblica, Djalma Andrelino Nogueira Junior, alegou que a proposta no cabia em uma ao cautelar e indeferiu o processo. A Alepe pode continuar pagando o benefcio.

Juiz indefere pedido de liminar para barrar auxílio-moradia
Juiz indefere pedido de liminar para barrar auxílio-moradia (Foto: Andréa Rêgo Barros/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Beatriz Braga_PE247 - Foi negado o pedido de liminar do grupo de dez moradores do Coque, comunidade do Centro do Recife, e ex-candidata ao Senado pelo PV, René Patriota, contra o pagamento do auxílio-moradia a deputados estaduais retroativos do período 1994-97. O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Djalma Andrelino Nogueira Junior, alegou que a proposta não cabia em uma ação cautelar e indeferiu o processo.

Além da revogação imediata do benefício concedido aos ex-parlamentares, o grupo exigiu o acesso à lista dos 52 nomes beneficiados, a quantia já repassada e o total a ser depositado na conta de cada um deles. A Assembleia Legislativa de Pernambuco se recusa a divulgar essas informações por julgar que a apresentação dos documentos não implicaria em efeitos úteis ao processo principal.

Segundo René Patriota, a negação do pedido não desanimou a militância e, agora, o grupo parte para ações populares. A próxima medida deve ser uma manifestação em frente ao Fórum Rodolfo Aureliano, localizado na Ilha do Leite.

Desde setembro do ano passado os deputados favorecidos vêm recebendo a concessão da Assembleia, uma equiparação ao auxílio outorgado à Câmara Federal na década de 90.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email