CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Júnior Friboi perde fôlego nas urnas em Goiás

Candidatos apoiados pelo megaempresário, que sonha em chegar ao governo do Estado em 2015, começam a patinar nos números eleitorais; em Itumbiara, do prefeito Zé Gomes, o dono do Grupo J&S já pode começar a contar os prejuízos com o crescimento do candidato da situação, Chico Balla (na foto, à esquerda)

Júnior Friboi perde fôlego nas urnas em Goiás (Foto: Edição 247)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás247_ Os resultados que anunciam as pesquisas nas eleições em diversas cidades de Goiás são desastrosos para o atual pré-candidato ao governo do Estado pelo PSB, o empresário Júnior Friboi. O industrial do setor de carnes deve sofrer derrotas em Itumbiara, Catalão, Trindade e Rio Verde. É possível que ganhe em Senador Canedo, Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia, porém são vitórias simbólicas, já que dificilmente terá espaço ou apoio dos eleitos na corrida ao Palácio das Esmeraldas. Em Aparecida de Goiânia, por exemplo, seu partido não conta sequer com a vice-candidatura, repassada ao PT sem maiores questionamentos. Em Goiânia, idem: apoiou por apoiar, pois a sigla não foi disputada.

“Ele gastou muito, mas gastou mal”, diz um prefeito, que pede sigilo da fonte. Friboi teria dispendido uma fortuna, alegam os opositores, com material de campanha e busca de apoio político. “É a prova de que se dinheiro fizesse um time bom e imbatível, a seleção da Arábia Saudita seria campeã do mundo. Mas nem vai para a Copa”, brinca o prefeito, que caminha para vencer um adversário apoiado por Friboi. “O meu adversário mandava buscar dinheiro e eu mandava descer votos. Vamos ver nas urnas agora”, completa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O maior exemplo das dificuldades de Friboi está em Itumbiara. Tudo era azul para o candidato a prefeito pelo PMDB, Gugu Nader, que liderava as pesquisas. Ele é o nome de Friboi no município, considerado estratégico para que ele tente o governo de Goiás em 2014.

Para competir com o candidato de Friboi, o ex-prefeito José Gomes escalou Chico Balla (PTB), um vice-prefeito discreto. Até meados do ano, Nader dava mesmo um banho em Balla. Mas eis que Gomes, ex-prefeito com maior taxa de popularidade do Estado e um dos maiores do País, resolveu explicar um fator simples para a população: se Itumbiara está caminhando bem, porque não votar em quem dá continuidade aos seus trabalhos?

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Quando a ficha caiu, Gugu soterrou sua campanha ao chão. A pesquisa Serpes de 4 de setembro indica que Balla, quem diria, está com 57,4% e Gugu, 28,7% das intenções de votos.

A virada

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Zé Gomes percorreu as casas de Itumbiara com uma pesquisa de opinião que mostrava a satisfação do povo com o município. E perguntava, afinal, quem era o responsável pela gestão. A pesquisa Serpes realizada entre os dias 6 e 8 de janeiro deste ano trouxe aprovação de 97% de Itumbiara quando foi realizada a seguinte pergunta “Na sua opinião, como foi o crescimento de Itumbiara em 2011”. Apenas 1 % disse que foi péssimo e 0,4 % considerou ruim o crescimento.

O então prefeito recebeu uma nota 8,62 dos moradores de Itumbiara. Em números, isso significa que ele teve 90,6 % de aprovação. Para cada 41,2 cidadãos, apenas um avaliou negativamente a administração de José Gomes. Foi isso que ajudou a virar o placar em Itumbiara.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O ex-prefeito e motivador de Balla investiu em iluminação pública, saneamento básico e educação. Para se ter ideia, a população aprovou a qualidade da água oferecida pela Saneago em 78,7 %. A educação, por sua vez, recebeu 77,9% de aprovação dos moradores. Para cada 35,4%, apenas um nega as qualidades da educação em Itumbiara. As mulheres, mães geralmente, aprovam com maior satisfação do que os homens: 27% a 19%. Para 78,4% dos moradores, o programa de casas populares de Itumbiara, que faz parcerias com Estado e União, é ótimo e bom. A aprovação é uma das maiores do país neste quesito, pois a maioria das cidades brasileiras faz pouquíssimas casas populares. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da cidade subiu satisfatoriamente de 5.5 e Gomes ainda comemorou na época: “Aqui nunca tivemos uma greve de professores”.

Com a construção de casas, cerca de 3 mil, e implantação de um novo modelo de saúde, a tendência foi fixar a imagem de Gomes em Balla. Não deu outra. Em poucos meses, a situação reverteu para o candidato apoiado por Gomes. A limpeza urbana da cidade também teve avaliação na casa dos 70%, com aprovação negativa apenas de 7,6% dos residentes.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO