Kajuru: ser odiado por Iris é atestado de idoneidade

O vereador Jorge Kajuru (PRP) afirmou, nesta quarta-feira, que há uma “campanha de ódio e medo” movida contra ele por “jagunços da mídia” e altos figurões da política de Goiás; citou nominalmente o prefeito Iris Rezende (PMDB) e disse que está sendo processado “jamais por crime moral, mas por denunciar aquilo que já é eco”. A resposta ao velho cacique do PMDB foi em alto nível: “Seu ódio a mim é um atestado de idoneidade”

kajuru
kajuru (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O vereador Jorge Kajuru (PRP) afirmou, nesta quarta-feira, que há uma “campanha de ódio e medo” movida contra ele por “jagunços da mídia” e altos figurões da política de Goiás. Citou nominalmente o prefeito Iris Rezende (PMDB) e disse que está sendo processado “jamais por crime moral, mas por denunciar aquilo que já é eco”. A resposta ao velho cacique do PMDB foi em alto nível: “Seu ódio a mim é um atestado de idoneidade”.

O pronunciamento aconteceu na tribuna da Câmara Municipal. Sobre a mídia, o vereador afirmou que a maioria da imprensa finge que ele não existe. São “colunistas de jornal que jamais escreveriam em veículos de imprensa do além Paranaíba”. Ele diz que o Grupo Jaime Câmara se nega a divulgar pesquisas que o apontam na frente em projeções da disputa para senador e governador em 2018. “São os patrões que determinam tais ódios”.

Sobre políticos que, segundo ele, o perseguem, Kajuru diz: “Quem odeia transforma-se no escravo do outro, que ele odeia. Não querem ser alforriados. São escravos da cobiça e do ódio. Detesto dizer que inspiro o medo a certos homens públicos, mas esta é a verdade”. Na opinião do vereador, há inimigos que querem vê-lo impedido de ser candidato em 2018.

“Canalhas, com o passar do tempo, ficam ainda mais canalhas. Se canalhice matasse, teria gente fazendo quatro pontes de safena no caráter”, disse Kajuru.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247