Kalil assume prefeitura de BH em dívida com o próprio município

Alexandre Kalil (PHS) assumirá a Prefeitura de Belho Horizonte em débito com a própria administração municipal e deverá encerrar o mandato de quatro anos sem quitar todas as dívidas; a maior parte das cobranças é pela falta de pagamento de IPTU; procurado, o prefeito eleito disse por meio de nota que as dívidas "não terão nenhum tipo de interferência na administração"

Alexandre Kalil (PHS), prefeito eleito de Belo Horizonte
Alexandre Kalil (PHS), prefeito eleito de Belo Horizonte (Foto: Giuliana Miranda)

Minas 247 - Alexandre Kalil (PHS) assumirá a Prefeitura de Belho Horizonte em débito com a própria administração municipal e deverá encerrar o mandato de quatro anos sem quitar todas as dívidas. A maior parte das cobranças é pela falta de pagamento de IPTU. Procurado, o prefeito eleito disse por meio de nota que as dívidas "não terão nenhum tipo de interferência na administração".

As informações são da Folha de S.Paulo.

"Durante a campanha eleitoral, o então candidato chegou a dizer que não devia mais à prefeitura, mas documentos obtidos pela Folha apontam que, em 27 de outubro, a três dias do segundo turno, sua dívida ativa era de R$ 119 mil e que a PGM (Procuradoria-Geral do Município) cobrava dele mais R$ 178 mil.

Alguns desses débitos corriam desde o início dos anos 2000. No dia 25 de outubro, depois que os adversários começaram a falar das dívidas em eventos eleitorais, Kalil iniciou o pagamento de R$ 78 mil do total devido.

Um dos pagamentos foi programado para ser quitado em 96 meses, exatos oito anos. Há também parcelamentos em 80, 81 e 72 vezes."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247