Kátia critica proibição de novos cursos de medicina: governo cede à pressão da corporação

A senadora Kátia Abreu criticou a medida do governo de Michel Temer de proibir a abertura de novos cursos de medicina no Brasil sob justificativa de preservar a qualidade do ensino; "Quer dizer que proibirão por 5 anos novos cursos de medicina em prol da qualidade do ensino? Piada pronta. Benefício dos bolsos da corporação", escreveu Kátia no Twitter; "Algum partido ou entidade de ensino entre com ação na justiça pelo amor de Deus. Falta de vergonha.Governo vai limitar a concorrência?"

Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) durante reunião do colegiado. Na pauta, o projeto que desobriga do registro e licenciamento anual as máquinas agrícolas
Senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) durante reunião do colegiado. Na pauta, o projeto que desobriga do registro e licenciamento anual as máquinas agrícolas (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - A senadora Kátia Abreu criticou a medida do governo de Michel Temer de proibir a abertura de novos cursos de medicina no Brasil sob justificativa de preservar a qualidade do ensino. 

"Quer dizer que proibirão por 5 anos novos cursos de medicina em prol da qualidade do ensino? Piada pronta. Benefício dos bolsos da corporação", escreveu Kátia no Twitter. "Algum partido ou entidade de ensino entre com ação na justiça pelo amor de Deus. Falta de vergonha.Governo vai limitar a concorrência?".

"Deixa abrir quantos cursos quiserem o que vai mantê-los abertos é a qualidade e o custo mais baixo. A concorrência faz melhorar a qualidade. Diante destas atitudes intervencionistas do Governo o tal mercado não diz nada? Tá tudo certo? Só está errado à previdência?Cinismo total", disse a senadora.

O ministro Mendonça Filho (DEM-PE), da Educação, confirma a informação. Segundo ele, o decreto para a adoção da medida já está na mesa do peemedebista, que deve assiná-lo até o fim do ano.

"Há um clamor dos profissionais de medicina para que se suspenda por um período determinado a abertura de novas faculdades, em nome da preservação da qualidade do ensino", diz Mendonça.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247