Lacerda é o segundo candidato mais rico do país

Com estampa socialista, PSB tem os dois candidatos com maior patrimônio nas eleições majoritárias deste ano entre as 26 capitais brasileiras. Na liderança está o candidato à prefeitura de Cuiabá, Mauro Mendes, com mais de R$ 116 milhões declarados. Logo atrás está o prefeito de Belo Horizonte, com quase R$ 59 mi

Lacerda é o segundo candidato mais rico do país
Lacerda é o segundo candidato mais rico do país (Foto: Edição/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 – O prefeito de Belo Horizonte e candidato à reeleição Márcio Lacerda é o segundo candidato com maior patrimônio declarado nas eleições majoritários de outubro. Empresário do ramo de telecomunicações, Lacerda declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um patrimônio de R$ 58,8 milhões. O estudo foi feito entre as capitais de estado e o prefeito de BH só fica atrás de Mauro Mendes, postulante à prefeitura de Cuiabá, que afirma ter R$ 116,8 em patrimônio. Mendes é empresário do ramo de metalurgia e apenas em ações da empresa Bipar Investimentos diz ter R$ 105,7 mi. O curioso é que os dois milionários são candidatos do mesmo partido, o PSB, Partido “Socialista” Brasileiro.

Confira a matéria da jornalista Amália Goulart, do jornal Hoje em Dia

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), tentará a reeleição ostentando o título de segundo candidato mais rico do Brasil, entre as declarações dos postulantes a cargos majoritários das 26 capitais.
Com R$ 58,8 milhões em bens declarados à Justiça Eleitoral, Lacerda administrou a capital mineira por quatro anos. Chegará ao fim do mandato tendo recebido R$ 1,1 milhão em vencimentos, contando 13º e 14º salários. Para se tornar prefeito pela segunda vez, pretende gastar R$ 35 milhões. Seu adversário, o ex-ministro Patrus Ananias (PT), tem limite máximo de custo da campanha estimado em R$ 20 milhões. Seu patrimônio declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é R$ 850 mil.

De acordo com levantamento feito pelo Hoje em Dia, com base em dados divulgados pelo Tribunal, o candidato mais rico do país é Mauro Mendes, do PSB, mesmo partido do prefeito de Belo Horizonte. Ele tem patrimônio de R$ 116,8 milhões e deseja se eleger administrador da cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. Pretende gastar na campanha R$ 6 milhões.

Mendes é empresário do ramo da metalurgia. Apenas em ações da empresa Bipar Investimentos o candidato possui R$ 105,7 milhões. O empresário já tentou por duas vezes ser prefeito, mas foi derrotado, mesmo tendo sido o maior doador da própria campanha.

Em apenas uma das capitais brasileiras, que tiveram os dados dos candidatos divulgados pelo TSE, os postulantes a prefeito têm menos de R$ 1 milhão em bens cada. Os candidatos mais “pobres” são de Vitória (ES). Na cidade, o aspirante com mais posses é Edson Ribeiro (PSDC) com R$ 919,8 mil. Em outras 18 capitais brasileiras os candidatos tem mais de R$ 1 milhão em patrimônio.

Em sete capitais as informações sobre os bens ainda não foram divulgadas.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247