Lacerda escapa de culpa por queda de viaduto

Promotor Eduardo Nepomuceno informou que o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, não vai ser acionado criminalmente pela queda do viaduto Batalha dos Guararapes durante Copa do Mundo; prefeito que foi até o MP na sexta-feira para prestar esclarecimentos e saiu sem dar entrevistas; desabamento ocorreu em 3 de julho e deixou dois mortos e 23 feridos; obra era um dos pacotes da PBH para a Copa, mas não ficou pronta a tempo

Promotor Eduardo Nepomuceno informou que o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, não vai ser acionado criminalmente pela queda do viaduto Batalha dos Guararapes durante Copa do Mundo; prefeito que foi até o MP na sexta-feira para prestar esclarecimentos e saiu sem dar entrevistas; desabamento ocorreu em 3 de julho e deixou dois mortos e 23 feridos; obra era um dos pacotes da PBH para a Copa, mas não ficou pronta a tempo
Promotor Eduardo Nepomuceno informou que o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, não vai ser acionado criminalmente pela queda do viaduto Batalha dos Guararapes durante Copa do Mundo; prefeito que foi até o MP na sexta-feira para prestar esclarecimentos e saiu sem dar entrevistas; desabamento ocorreu em 3 de julho e deixou dois mortos e 23 feridos; obra era um dos pacotes da PBH para a Copa, mas não ficou pronta a tempo (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pautando Minas - O promotor do Ministério Público, Eduardo Nepomuceno, informou que o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, não vai ser acionado criminalmente pela queda do viaduto Batalha dos Guararapes, na Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil. O prefeito que foi até o MP nesta sexta-feira, 14, para prestar esclarecimentos, saiu sem dar entrevistas.

O desabamento ocorreu em 3 de julho e deixou dois mortos e 23 feridos. A obra era um dos pacotes da PBH para a Copa do Mundo, mas que não ficou pronta a tempo. As investigações agoram aguardam uma auditoria e novas informações deverão ser repassadas em 30 dias.

Até o momento foram escutadas 80 pessoas desde 2012. Isso porque, a queda do viaduto passa por investigações de sobrepreço em conjunto com outras obras de mobilidade urbana na capital. Ainda não há prazos para acabar a apuração do MP.

Denunciados

Maurício de Lana – engenheiro civil e diretor-presidente da Consol
Marzo Sette Torres - engenheiro civil e coordenador técnico da Consol
Rodrigo de Souza e Silva - engenheiro civil e projetista que prestava serviço para a Consol
José Paulo Toller Motta - engenheiro civil e diretor da construtora Cowan
Francisco de Assis Santiago - engenheiro civil da Cowan
Daniel Rodrigues do Prado – engenheiro agrônomo da Cowan responsável por assinar o diário de obras
Osanir Vasconcelos Chaves - engenheiro civil da Cowan que estava no momento da queda do viaduto
Omar Oscar Salazar Lara - engenheiro calculista da Cowan
José Lauro Nogueira Terror – ex-secretário de obras e infraestrutura da capital e superintendente interino da Sudecap
Cláudio Marcos Neto - engenheiro civil e diretor de obras da Sudecap
Mauro Lúcio Ribeiro da Silva - engenheiro civil da Diretoria de Obras da Sudecap, que fiscalizava o dia a dia da construção

A promotoria decidiu não denunciar oito pessoas que haviam sido indiciadas pela Polícia Civil:

Poupados

Maria Cristina Novais Araújo - diretora de Projetos da Sudecap
Janaína Gomes Faleiros – engenheira civil e chefe da Divisão de Projetos Viários da Sudecap
Acácia Fagundes Oliveira Albrecht - engenheira civil do setor de projetos da Sudecap
Maria Geralda de Castro Bahia - chefe do Departamento de Projetos fde Infraestrutura da Sudecap
Beatriz de Moraes Ribeiro - diretora de Planejamento e Gestão da Sudecap
Carlos Rodrigues – Encarregado de obras da Cowan
Carlos Roberto Leite - Encarregado de produção da Cowan
Renato de Souza Neto - Encarregado de carpintaria da Cowan

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email