Lava Jato detona planos do PSDB para eleições em AL

O golpe contra Dilma Rousseff, o apoio ao presidente Michel Temer e as denúncias de recebimento de propina contra a principal estrela do partido, o agora afastado senador Aécio Neves (PSDB-MG), atingem em cheio os planos dos tucanos para as eleições em Alagoas, em 2018; o partido elegeu, entre outros, no ano passado, os prefeitos dos dois municípios mais importantes: Maceió e Arapiraca; no entanto, o quadro sofre um revés ao atingir em cheio a postura “ética” do PSDB após denúncias de corrupção contra vários dos seus membros

O golpe contra Dilma Rousseff, o apoio ao presidente Michel Temer e as denúncias de recebimento de propina contra a principal estrela do partido, o agora afastado senador Aécio Neves (PSDB-MG), atingem em cheio os planos dos tucanos para as eleições em Alagoas, em 2018; o partido elegeu, entre outros, no ano passado, os prefeitos dos dois municípios mais importantes: Maceió e Arapiraca; no entanto, o quadro sofre um revés ao atingir em cheio a postura “ética” do PSDB após denúncias de corrupção contra vários dos seus membros
O golpe contra Dilma Rousseff, o apoio ao presidente Michel Temer e as denúncias de recebimento de propina contra a principal estrela do partido, o agora afastado senador Aécio Neves (PSDB-MG), atingem em cheio os planos dos tucanos para as eleições em Alagoas, em 2018; o partido elegeu, entre outros, no ano passado, os prefeitos dos dois municípios mais importantes: Maceió e Arapiraca; no entanto, o quadro sofre um revés ao atingir em cheio a postura “ética” do PSDB após denúncias de corrupção contra vários dos seus membros (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O resultado da eleição municipal de 2016 em Alagoas, o embarque na administração federal no governo do presidente Michel Temer (PMDB) e nomes considerados fortes para a disputa do pleito geral do próximo ano levam o PSDB a acreditar na retomada do poder no Brasil, buscada desde que a sigla perdeu a presidência para o PT, em 2002. Porém, com o andamento da Operação Lava Jato na Polícia Federal, o quadro parece sofrer um revés, que atinge em cheio a postura “ética” do partido, notadamente após denúncia de corrupção contra o presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves, agora licenciado e afastado do cargo por decisão da Justiça. Em Alagoas, representantes da sigla reconhecem o “momento delicado”, mas ao mesmo tempo uma oportunidade para se rever valores adotados pelos brasileiros.

Em todo o Estado, o PSDB saiu da eleição passada com 17 prefeitos eleitos e outros seis vice-prefeitos ao comando dos municípios, conquistando o segundo maior número de gestores para os executivos municipais. Ficou apenas atrás do PMDB, que elegeu 38 prefeitos. Por outro aspecto, o partido levou as principais e maiores cidades de Alagoas: Maceió, administrada por Rui Palmeira e Arapiraca, sob o comando de Rogério Teófilo. Juntos, os eleitos administram para mais de 1,5 milhão de habitantes, o que corresponde a 47% de todo o Estado. Na capital, ainda contam com a maior bancada com cinco vereadores.

Em todo o País, o partido foi o que mais avançou, ao conquistar nas urnas mais de 800 prefeituras e receber aproximadamente 21 milhões de votos. Atualmente, os sociais-democratas governam para mais de 49 milhões de brasileiros.

Na Assembleia Legislativa Estadual (ALE), os tucanos contam com três deputados, entre os 27 representantes da Casa: Rodrigo Cunha, Gilvan Barros Filho e Edval Gaia. No cenário federal, a representação está com o parlamentar Pedro Vilela. Em seus posicionamentos adotados, todos devem postular cargos eletivos no pleito de 2018 à reeleição ou, a exemplo de Cunha, a voos maiores como a Câmara Federal ou até mesmo ao Senado – o nome do deputado é sempre apontado pelo partido como forte liderança para o ano que vem.

Mesmo diante de tamanha e forte representação, o PSDB, assim como vários outros partidos, incluindo o PMDB e o PT, também está sob impacto e na mira dos investigadores da Lava Jato, que, quer queira ou não, acaba por “retirar a máscara” de representantes que se colocavam como éticos e, por outro aspecto, levado à população a ficar ainda mais descrente da política e principalmente dos políticos.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247