Líder do PT diz movimento Fora Temer está crescendo no país

Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que há um "descontentamento crescent"e contra o governo de Michel Temer (PMDB) no País e criticou a atual crise institucional decorrente da saída do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "Temer nunca passou pelo crivo das urnas, assumiu a Presidência num golpe parlamentar. Parte da população, iludida com promessas de melhora da economia, engrossou o coro de parte do Congresso e da mídia para tirar uma presidenta legitimamente eleita. Hoje, o que a gente vê é uma enorme crise institucional, o desemprego batendo recordes e seis ministros temerários que deixaram o governo após escândalos. E essa conta ainda pode aumentar e muito", disparou

Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que há um "descontentamento crescent"e contra o governo de Michel Temer (PMDB) no País e criticou a atual crise institucional decorrente da saída do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "Temer nunca passou pelo crivo das urnas, assumiu a Presidência num golpe parlamentar. Parte da população, iludida com promessas de melhora da economia, engrossou o coro de parte do Congresso e da mídia para tirar uma presidenta legitimamente eleita. Hoje, o que a gente vê é uma enorme crise institucional, o desemprego batendo recordes e seis ministros temerários que deixaram o governo após escândalos. E essa conta ainda pode aumentar e muito", disparou
Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que há um "descontentamento crescent"e contra o governo de Michel Temer (PMDB) no País e criticou a atual crise institucional decorrente da saída do ex-ministro Geddel Vieira Lima; "Temer nunca passou pelo crivo das urnas, assumiu a Presidência num golpe parlamentar. Parte da população, iludida com promessas de melhora da economia, engrossou o coro de parte do Congresso e da mídia para tirar uma presidenta legitimamente eleita. Hoje, o que a gente vê é uma enorme crise institucional, o desemprego batendo recordes e seis ministros temerários que deixaram o governo após escândalos. E essa conta ainda pode aumentar e muito", disparou (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O líder do PT no Senado, Humberto Costa, afirmou que há um "descontentamento crescente contra o governo de Michel Temer (PMDB) no País. Segundo o senador, o debate sobre as implicações da PEC tem mostrado que há uma rejeição ao projeto peemedebista.

"É só a gente olhar as pesquisas, conversar com as pessoas, ver o povo, os estudantes na rua. Ninguém aceita um projeto que tem como meta arrochar o trabalhador, tirar direitos assegurados na Constituição, enquanto a elite aumenta os seus privilégios. Aos amigos de Temer tudo, ao povo o corte na carne", avaliou Humberto.

Para o líder, as recentes denúncias contra o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB) e contra o próprio Michel Temer aumentaram o desgaste da gestão peemedebista. "Temer nunca passou pelo crivo das urnas, assumiu a Presidência num golpe parlamentar. Parte da população, iludida com promessas de melhora da economia, engrossou o coro de parte do Congresso e da mídia para tirar uma presidenta legitimamente eleita. Hoje, o que a gente vê é uma enorme crise institucional, o desemprego batendo recordes e seis ministros temerários que deixaram o governo após escândalos. E essa conta ainda pode aumentar e muito", alertou.

O senador ainda defendeu a mobilização contra a PEC 55 em todo o país. " Precisamos seguir ocupando as ruas, todos os espaços. O que está em jogo é o futuro do Brasil. Esse projeto congela os gatos com saúde e educação pelos próximos 20 anos. E isso é inadmissível. Seguiremos em luta para que essa proposta seja rejeitada no Senado", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247