Líder do PT pede demissão de Kassab e Perrella

Deputado Afonso Florence (PT-BA) protocolou nesta quarta-feira 22, na Comissão de Ética Pública da Presidência, denúncias contra o ministro Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia e Comunicações, por ter nomeado uma advogada de emissoras de TV para o cargo de coordenação de outorgas; o ministro Torquarto Jardim, da Transparência, por ter nomeado sua sócia em escritório de advocacia para chefiar seu gabinete na pasta; e ainda o secretário do ministério do Esporte Gustavo Perrella, dono do helicóptero que foi flagrado transportando 445kg de cocaína, o que, segundo o deputado, não coaduna "com os ditames constitucionais"

Deputado Afonso Florence (PT-BA) protocolou nesta quarta-feira 22, na Comissão de Ética Pública da Presidência, denúncias contra o ministro Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia e Comunicações, por ter nomeado uma advogada de emissoras de TV para o cargo de coordenação de outorgas; o ministro Torquarto Jardim, da Transparência, por ter nomeado sua sócia em escritório de advocacia para chefiar seu gabinete na pasta; e ainda o secretário do ministério do Esporte Gustavo Perrella, dono do helicóptero que foi flagrado transportando 445kg de cocaína, o que, segundo o deputado, não coaduna "com os ditames constitucionais"
Deputado Afonso Florence (PT-BA) protocolou nesta quarta-feira 22, na Comissão de Ética Pública da Presidência, denúncias contra o ministro Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia e Comunicações, por ter nomeado uma advogada de emissoras de TV para o cargo de coordenação de outorgas; o ministro Torquarto Jardim, da Transparência, por ter nomeado sua sócia em escritório de advocacia para chefiar seu gabinete na pasta; e ainda o secretário do ministério do Esporte Gustavo Perrella, dono do helicóptero que foi flagrado transportando 445kg de cocaína, o que, segundo o deputado, não coaduna "com os ditames constitucionais" (Foto: Gisele Federicce)

247 – Líder do PT na Câmara, o deputado federal Afonso Florence (PT-BA) protocolou nesta quarta-feira 22, na Comissão de Ética Pública da Presidência (CEP), denúncias contra o ministro Gilberto Kassab, da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Torquarto Jardim, da Transparência, Fiscalização e Controle, e contra Gustavo Perrella, Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do ministério do Esporte.

Nas ações, dirigidas ao presidente da Comissão de Ética, o advogado Mauro de Azevedo Menezes, Florence questiona a nomeação por Gilberto Kassab da advogada Vanda Jugurtha Bonna Nogueira para o cargo de secretária de Serviços de Comunicação Eletrônica, que cuida de outorgas de rádio e TV. Vanda já atuou em favor de várias emissoras em processos em tramitação na pasta (leia mais).

O deputado também leva à Comissão a nomeação, pelo ministro da Transparência, da advogada Lilian Claessen Miranda Brandão para ser chefe de gabinete no ministério. O deputado aponta que Lilian é sócia de Jardim em um escritório de advocacia

"Com efeito, ainda que não se tratasse do Ministério responsável pela prevenção, controle e apuração de ilegalidades e desvios éticos na Administração Pública Federal, a nomeação realizada pelo Representado de uma sócia como chefe de gabinete de "seu" Ministério significa, no mínimo, um atentado aos princípios da moralidade pública e da impessoalidade descritos no art. 37, da Constituição Federal", sustenta.

Na terceira ação, o líder do PT afirma que a nomeação de Gustavo Perrela como secretário no ministério do Esporte não coaduna "com os ditames constitucionais", tendo em "vista a vinculação do seu nome à apreensão de um helicóptero com 445 Kg de cocaína", e ainda pelo fato de Perrella ser "réu perante o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em uma ação de improbidade administrativa, bem como em uma ação civil pública, ambas propostas pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247