Lídice critica privatização da Chesf proposta por Temer

"A possível privatização da Chesf impactará profundamente a discussão a respeito da transposição do rio São Francisco. Não podemos mais admitir que o uso das águas do Velho Chico tenha como prioridade a geração de energia elétrica. Já temos outras possibilidades e capacidades de geração de energia sem ter que usar as águas do rio. No entanto, a privatização prevista dá direito à outorga pelo concessionário pelo uso do rio por 30 anos. Isso é inaceitável", diz a senadora baiana Lídice da Mata

Lídice da Mata
Lídice da Mata (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Em debate na Fundação João Mangabeira, do PSB, a senadora Lídice da Mata criticou as medidas apresentadas pelo de Michel Temer no setor elétrico. Depois, na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado, da qual ela é titular, criticou a proposta de privatização da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

"A possível privatização da Chesf impactará profundamente a discussão a respeito da transposição do rio São Francisco. Não podemos mais admitir que o uso das águas do Velho Chico tenha como prioridade a geração de energia elétrica. Já temos outras possibilidades e capacidades de geração de energia sem ter que usar as águas do rio. No entanto, a privatização prevista dá direito à outorga pelo concessionário pelo uso do rio por 30 anos. Isso é inaceitável", afirmou Lídice.

A senadora baiana apresentou requerimento (já aprovado) para realização de audiência pública sobre o tema e obteve total apoio da presidente da Comissão, senadora Fátima Bezerra (PT-RN) e outros parlamentares.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email