Lídice: Essa reforma legaliza constrangimento ao trabalhador

Senadora baiana Lídice da Mata (PSB) afirmou nesta terça-feira que a proposta de reforma trabalhista "é uma forma legalizada de constranger o trabalhador", numa crítica contundente ao relatório elaborado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB), que não alterou o texto dos deputados; "Não resta dúvida que, do jeito que está, a reforma trabalhista prioriza a terceirização em detrimento do trabalhador. Procurei um benefício desse projeto e não encontrei. É retirada de direitos o tempo todo", lamentou Lídice

Lídice da Mata
Lídice da Mata (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A senadora baiana Lídice da Mata (PSB-BA) leu nesta terça-feira seu voto em separado na audiência da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado que discutia a reforma trabalhista proposta por Michel Temer.

Contra o projeto, Lídice afirmou que a proposta "é uma forma legalizada de constranger o trabalhador", numa crítica contundente ao relatório elaborado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB), que não alterou o texto dos deputados.

Para a socialista, uma possível aprovação da reforma significa "um rompimento do Brasil com a Organização Internacional do Trabalho, pois impossibilita moralmente o País de se reunir" com a entidade.

"Não resta dúvida que, do jeito que está, a Reforma Trabalhista prioriza a terceirização em detrimento do trabalhador. Procurei um benefício desse projeto e não encontrei. É retirada de direitos o tempo todo", lamentou Lídice.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247