Lídice: "O PSB quer mudar o Brasil e a Bahia"

Em campanha nos municípios de Vitória da Conquista e Guanambi, a candidata do PSB ao governo do Estado, Lídice da Mata, bateu duro na gestão de Jaques Wagner (PT) nas três áreas cruciais, saúde, educação e segurança; "A Bahia tem 1,4 mil escolas na rede estadual e em apenas 59 delas é oferecido o ensino em tempo integral, mesmo assim de forma muita precária"; ela se mostrou "preocupada" com "a precarização da saúde pública" e assegurou realização de concursos públicos para "uma maior profissionalização do setor no Estado"

Em campanha nos municípios de Vitória da Conquista e Guanambi, a candidata do PSB ao governo do Estado, Lídice da Mata, bateu duro na gestão de Jaques Wagner (PT) nas três áreas cruciais, saúde, educação e segurança; "A Bahia tem 1,4 mil escolas na rede estadual e em apenas 59 delas é oferecido o ensino em tempo integral, mesmo assim de forma muita precária"; ela se mostrou "preocupada" com "a precarização da saúde pública" e assegurou realização de concursos públicos para "uma maior profissionalização do setor no Estado"
Em campanha nos municípios de Vitória da Conquista e Guanambi, a candidata do PSB ao governo do Estado, Lídice da Mata, bateu duro na gestão de Jaques Wagner (PT) nas três áreas cruciais, saúde, educação e segurança; "A Bahia tem 1,4 mil escolas na rede estadual e em apenas 59 delas é oferecido o ensino em tempo integral, mesmo assim de forma muita precária"; ela se mostrou "preocupada" com "a precarização da saúde pública" e assegurou realização de concursos públicos para "uma maior profissionalização do setor no Estado" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em passagem por duas importantes cidades do sudoeste baiano, Vitória da Conquista e Guanambi, neste final de semana, a candidata do PSB ao governo do Estado, Lídice da Mata, disse que vai levar à população suas propostas e as da candidata à presidência da República Marina Silva. "Vamos vestir a camisa do partido e sair às ruas, fazer um corpo a corpo, chamando o povo para dizer porque o PSB quer mudar o Brasil e a Bahia. Não vamos descansar até o dia 5 de outubro".

Acompanhada do candidato a vice, Eduardo Vasconcelos, e por lideranças regionais, a candidata inaugurou dois comitês em Conquista – no centro da cidade, onde também fez panfletagem, e no emergente bairro comercial da Patagônia, e outro em Guanambi, depois de fazer uma carreata.

Na inauguração dos comitês, Lídice afirmou não querer pensar para trás e sim para o futuro. "O que vai nos dar a vitória é a apresentação dos nossos ideais. Temos que difundir essa luta aqui na região, em Vitória da Conquista, Guanambi, Brumado, Itapetinga, chegando até Ilhéus e Itabuna para realizar essa renovação que a Bahia tanto precisa. Vamos cumprir a tarefa de ajudar a modificar a vida do povo da Bahia e do Brasil".

Educação integral

A candidata socialista destacou a defesa da educação como vetor de desenvolvimento do estado. "Não é possível governar a Bahia com os ideais que tenho, que marcaram minha vida, sem transformar a educação". Ela prometeu, se eleita, construir escolas de tempo integral em todos os municípios baianos.

"A Bahia tem 1,4 mil escolas na rede estadual e em apenas 59 delas é oferecido o ensino em tempo integral, mesmo assim de forma muita precária. Escola de tempo integral não é apenas um espaço em que o aluno fica durante os dois turnos. É principalmente um conceito de educação integral, que envolve esporte, lazer, conhecimento, iniciação para o trabalho e o desenvolvimento das capacidades culturais, artísticas".

Lídice também se mostrou "preocupada" com "a precarização da saúde pública" na Bahia e assegurou realização de concursos públicos para "uma maior profissionalização do setor no Estado".

Com relação a segurança pública, ela garantiu que a questão estará na pauta das prioridades de seu "futuro governo" e disse ser indispensável que se mantenha um compromisso sério com o setor, reconhecendo a existência de uma grave crise entre o governo atual e as forças policiais que já originaram, inclusive, duas greves que deixaram sequelas.

Lídice reafirmou a importância de se abrir um diálogo direto e se estabelecer um compromisso com a Polícia Militar, no sentido de promover a sua valorização, e do papel importante que a corporação tem na execução de uma política de proteção ao cidadão e de consolidação da cultura da paz, valorizando e garantindo que os policiais, tanto o civil como o militar, sejam respeitados e valorizados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247