Lúcia Veríssimo se enfurece com homem sentado ao seu lado em aeroporto: “coçando suas partes baixas. É nojento”

Na imagem, o rapaz aparece descalço, de bermuda, com os pés sobre os bancos

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução/Instagram)


247 - A atriz Lúcia Veríssimo virou o centro de uma polêmica nesta quarta-feira (10) ao compartilhar uma crítica a algumas pessoas que estavam sentadas perto de sua cadeira na sala de embarque do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Na imagem, o rapaz aparece descalço, de bermuda, com os pés sobre os bancos.

“Eu juro que não devia mais me surpreender com nada diante de um país sem educação. Mas sigo me impressionando com os abusos. Esse sujeito sentado dessa forma como se estivesse sentado no sofá da casa dele está no aeroporto. Falando ao telefone com voz alta, descalços, com os pés em cima de uma poltrona PÚBLICA e claro que coçando suas partes baixas. É nojento. É desagradável aos olhos, embrulha o estômago. E estraga os ouvidos. Isso do lado esquerdo. Do lado direito outro da mesma forma e falando ainda mais alto ao telefone. Sim, entendo o conselho “quem está incomodado que se mude”. E já fiz isso duas vezes. Encontrando o mesmo tipo mal educado ou mãe com crianças aos berros correndo de um lado ao outro em brincadeiras ou querendo comprar coisas que não serão compradas e que se tornarão sujeitos como esse da foto. Triste realidade”, disse a atriz. 

A cantora Fafá de Belém apoiou a crítica: “tá puxado, amiga”. 

Já outros internautas consideraram a visão de Lúcia preconceituosa. 

 "'Mãe com crianças aos berros...' Nossa, achei um julgamento errôneo. Até porque, a gente não sabe o porquê de a criança estar aos berros. Muitas vezes estão cansadas devido à espera ou são crianças especiais... Enfim...", criticou uma internauta.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email