Lula: não adianta me perseguir, eles têm que se preocupar com os milhões que querem mudar o País

Em discurso em Sergipe, Lula disse não ter medo e alertou aqueles que o perseguem que eles não têm que se preocupar com ele; "Nesse país não adianta me perseguir. Um nordestino que não more de fome até os cinco anos de idade, não tem por que ter medo de mais nada. Essas pessoas que não admitem que o pobre deixe de ser pobre não têm de se preocupar comigo, mas com vocês. Com todos que querem mudar o país", afirmou, citando "milhões e milhões" que representariam os sedentos por mudanças; discurso ocorreu durante encontro com a Frente Brasil Popular no Estado; ele voltou a incentivar os mais jovens a entrar para a política: "Eu quero dizer a cada jovem: temos condições para mudar o país. O Brasil será o que a gente quiser que ele seja. Basta a gente participar"

Em discurso em Sergipe, Lula disse não ter medo e alertou aqueles que o perseguem que eles não têm que se preocupar com ele; "Nesse país não adianta me perseguir. Um nordestino que não more de fome até os cinco anos de idade, não tem por que ter medo de mais nada. Essas pessoas que não admitem que o pobre deixe de ser pobre não têm de se preocupar comigo, mas com vocês. Com todos que querem mudar o país", afirmou, citando "milhões e milhões" que representariam os sedentos por mudanças; discurso ocorreu durante encontro com a Frente Brasil Popular no Estado; ele voltou a incentivar os mais jovens a entrar para a política: "Eu quero dizer a cada jovem: temos condições para mudar o país. O Brasil será o que a gente quiser que ele seja. Basta a gente participar"
Em discurso em Sergipe, Lula disse não ter medo e alertou aqueles que o perseguem que eles não têm que se preocupar com ele; "Nesse país não adianta me perseguir. Um nordestino que não more de fome até os cinco anos de idade, não tem por que ter medo de mais nada. Essas pessoas que não admitem que o pobre deixe de ser pobre não têm de se preocupar comigo, mas com vocês. Com todos que querem mudar o país", afirmou, citando "milhões e milhões" que representariam os sedentos por mudanças; discurso ocorreu durante encontro com a Frente Brasil Popular no Estado; ele voltou a incentivar os mais jovens a entrar para a política: "Eu quero dizer a cada jovem: temos condições para mudar o país. O Brasil será o que a gente quiser que ele seja. Basta a gente participar" (Foto: Gisele Federicce)

Sergipe 247 - O ex-presidente Lula assegurou não ter medo de quem o persegue em um novo discurso feito no Nordeste, durante sua caravana que passa pelos nove estados da região.

Durante encontro com a Frente Brasil Popular de Sergipe, Lula mandou um recado: "Nesse país não adianta me perseguir. Um nordestino que não more de fome até os cinco anos de idade, não tem por que ter medo de mais nada".

"Essas pessoas que não admitem que o pobre deixe de ser pobre não têm de se preocupar comigo, mas com vocês. Com todos que querem mudar o país", prosseguiu, citando "milhões e milhões" que representariam essas pessoas.

Lula voltou a incentivar os mais jovens a entrar para a política. "Eu quero dizer a cada jovem: temos condições para mudar o país. O Brasil será o que a gente quiser que ele seja. Basta a gente participar". Lula, que tem sido homenageado por diversas cidades nordestinas, também disse viver "um momento gratificante".

Lula vestiu um jaleco de médico e fez um apelo aos formandos em medicina: para que devolvam seu aprendizado às pessoas mais pobres. "A única coisa que eu peço a esses jovens médicos é que não se transformem em médicos mercenários que querem ficar ricos às custas do pobre", disse.

Assista abaixo à íntegra do discurso. No vídeo acima, Lula é recebido pela Frente Brasil Popular.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247