Lula vai a Porto Alegre no dia 24, se puder ser ouvido

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou a dirigentes do PT que vai comparecer ao julgamento do Tribunal Regional da 4.ª Região (TRF-4) que deverá confirmar sua condenação feita pela juiz Sérgio Moro, no dia 24, em Porto Alegre (RS); defesa do petista solicitou ao TRF-4 que o ex-presidente seja ouvido durante o julgamento, mas o pedido ainda não foi apreciado pelos desembargadores; Lula só iria à capital gaúcha se a solicitação da defesa for aceita pelo tribunal; expectativa de Lula é que o pedido seja acatado

10/05/2017- Curitiba- PR, Brasil- O ex-presidente Lula é recebido por movimentos sociais ao chegar no prédio da Justiça Federal em Curitiba. Foto: Ricardo Stuckert
10/05/2017- Curitiba- PR, Brasil- O ex-presidente Lula é recebido por movimentos sociais ao chegar no prédio da Justiça Federal em Curitiba. Foto: Ricardo Stuckert (Foto: Aquiles Lins)

Rio Grande do Sul 247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou a dirigentes do PT que vai comparecer ao julgamento do Tribunal Regional da 4.ª Região (TRF-4) que deverá confirmar sua condenação feita pela juiz Sérgio Moro, no dia 24, em Porto Alegre (RS).

Ao Estado de S. Paulo, o Instituto Lula informou que  a defesa do petista solicitou ao TRF-4 que o ex-presidente seja ouvido durante o julgamento, mas o pedido ainda não foi apreciado pelos desembargadores do tribunal. 

Conforme o 247 apurou, Lula só iria à capital gaúcha se a solicitação da defesa for aceita pelo tribunal. A expectativa de Lula é que o pedido seja acatado.

A direção do partido já prepara um grande ato de recepção ao ex-presidente no próprio dia 24, na volta a São Paulo. No dia seguinte a Executiva Nacional do PT faz uma reunião ampliada para reafirmar a candidatura do ex-presidente, seja qual for o resultado do julgamento.

O ato de recepção em São Paulo deve ser o ponto alto das mobilizações organizadas pelo PT e movimentos sociais que defendem o direito de o ex-presidente ser candidato. Além da recepção, o PT prepara uma onda de eventos que começa no dia 13, com um "dia nacional de mobilização" e vai até o dia seguinte ao julgamento. Lula lidera as pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República em 2018.

(Matéria atualizada às 10h31)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247