Maior problema do grupo de Renan Filho é formar chapa de federal

Até agosto, partidos e lideranças do grupo do governador Renan Filho vão tentar chegar a um consenso sobre a formação da chapa ou chapas de deputado federal; mas a questão não é fácil, pois o problema é saber quem fica com quem; no momento, são várias possibilidades e todas as arrumações apontam para a eleição de 5 ou 6 deputados federais 

Maior problema do grupo de Renan Filho é formar chapa de federal
Maior problema do grupo de Renan Filho é formar chapa de federal

Por Edivaldo Junior/gazetaweb.com - Uma, duas ou três chapas? A decisão só deve sair mesmo às vésperas das convenções. Até o dia 5 de agosto, partidos e lideranças que integram o grupo do governador Renan Filho vão tentar chegar a um consenso sobre a formação da chapa ou chapas de deputado federal.

Não está fácil. “Muitos não querem o chapão. O problema não é dividir em duas ou três chapas. A maior dificuldade é saber quem fica com quem”, revela um dos principais articuladores políticos do grupo.

Existem, no momento, diferentes possibilidades. Todas as arrumações apontam para a eleição de 5 deputados federais (podendo chegar a improváveis seis vagas) no grupo de Renan Filho. A arrumação da chapa é considerada decisiva para dar chances de eleição a deputados que não tem bases fechadas e vão disputar o chamado voto livre ou de opinição.

O deputado federal Givaldo Carimbão (Avante) vem defendendo que o grupo do governador tenha pelo menos duas chapas para a Câmara dos Deputados. E tudo indica que ele formará uma coligação ao lado de Ronaldo Lessa (PDT) e Paulão (PT): “temos uma história juntos, há quase 30 anos. É natural que a gente dispute numa mesma chapa”, pondera.

A chapa proposta por Carimbão, no entanto, tem dificuldades de emplacar.

Nos bastidores, o nome de Carimbão vem sendo colocado em uma chapa diferente. Ele aparece numa composição que reuniria MDB, PR, Avante, PSD, PTB, PRTB, PPS. Entre os nomes da chapa estariam, além dele, Isnaldinho, Sérgio Toledo, Carimbão, Marx Beltrão, Gilvan Barros, Nivaldo Albuquerque e Régis Cavalcante.

A outra chapa que vem rodando nos bastidores reuniria PDT, PRB, PT e PODEMOS. Entre os candidatos, Ronaldo Lessa, Paulão, Fernando James, Severino Pessoa, Omar coelho e Álvaro Vasconcelos, podendo ainda atrair José Thomáz Nonô (DEM).

Até as convenções serão feitas muitas especulações e projeções. E como gosta de dizer Thomaz Nonô, repetindo Marco Maciel, “tudo pode acontecer, inclusive nada”

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247