Maioria do STF condena João Paulo por corrupção

Seis ministros acataram acusação de corrupção passiva imputada ao deputado federal pela Procuradoria-Geral da República; para o deputado federal, que é candidato a prefeito em Osasco (SP), a situação só pode piorar na Ação Penal 470; no momento, vota o ministro Marco Aurélio Mello; assista ao vivo

Maioria do STF condena João Paulo por corrupção
Maioria do STF condena João Paulo por corrupção (Foto: Edição/247)

247 - O voto do ministro Gilmar Mendes pela condenação do deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) por corrupção passiva garantiu a maioria de seis votos necessária para condenar o até esta quarta-feira candidato a prefeito de Osasco (SP). No momento, vota o ministro Marco Aurélio Mello. 

Assista ao julgamento ao vivo pela TV Justiça

Das quatro acusações formuladas pela Procuradoria-Geral da República contra João Paulo Cunha, Gilmar Mendes condenou-o em três: corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato, e inocentou-o numa segunda acusação de peculato.

Gilmar também votou pela condenação do ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato (corrupção passiva e peculato), do empresário Marcos Valério e de seus ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach (corrupção ativa e peculato).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247