Mais de mil são demitidos por conta de tumulto

Esses operários, do Consórcio Ipojuca, teriam sido identificados, através de câmeras de segurança, como alguns dos envolvidos na confusão que tomou conta da Refinaria Abreu e Lima no início do mês

Mais de mil são demitidos por conta de tumulto
Mais de mil são demitidos por conta de tumulto (Foto: Guga Matos/Folhapress)

Leonardo Lucena _PE247 – No início da manhã desta segunda-feira (20), mais de mil trabalhadores do Consórcio Ipojuca, responsável por parte das obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape, foram demitidos por justa causa. As informações dão conta de que os operários penalizados estariam envolvidos no tumulto do dia 8 de agosto, no qual sete ônibus foram queimados nas instalações do empreendimento.

A provável participação desses trabalhadores na confusão que tomou conta da Refinaria Abreu e Lima foi identificada por câmaras de segurança, o que desmentiria a tese de que a reação teria partido de número pequeno de operários.

De acordo com informações de quem está no local, os operários haviam bloqueado a passagem pela segunda portaria 2 do Complexo Industrial e Portuário de Suape. Mas logo em seguida Batalhão de Choque desfez o bloqueio.

A Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Tarraplanagem (Sintepav-PE) informa que desconhecia as demissões. Em contrapartida, operários negam tal argumento e reclamam, dizendo que membros do sindicato deveriam ter avisado aos trabalhadores a possibilidade de haver demissão.

Leia mais:

Fogo e pancadaria na Refinaria Abreu e Lima

 
O clima é de Guerra na Refinaria Abreu e Lima, em Suape. Após rejeitar a proposta do Sintepav-PE para encerrar a greve em andamento na unidade, revoltados, parte dos 44 mil trabalhadores do local resolveram partir para agressão física, atearam fogo em vários ônibus e apedrejaram membros dos sindicatos que representam a categoria. A Polícia Militar de Pernambuco precisou desferir balas de borracha para conter o movimento. A paralisação foi iniciada no último dia 1º.

Após quebra-quebra, prisões e volta ao trabalho

Apesar de todo o tumulto ocorrido na manhã desta quarta-feira na Refina Abreu e Lima, em Suape, apenas duas pessoas foram detidas pela Polícia Militar. No protesto, realizado por parte dos trabalhadores que ficaram revoltados com o acordo pelo fim da atual greve no local celebrado pelo sindicato que o representa - o Sintepav - e a empresa, seis ônibus foram queimados e o trio elétrico que comandava o protesto foi depredado.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247