Mais uma mulher é vítima de assédio sexual em ônibus na Paulista

No dia seguinte a um caso similar ocorrido no mesmo local, em São Paulo, uma mulher relatou nesta quarta-feira 30 que um abusador passou a mão em seus seios dentro de um ônibus; na terça, um homem ejaculou no pescoço de uma moça e foi detido em flagrante; a SPTrans recomenda que o motorista seja comunicado imediatamente e conduza o veículo até a delegacia de polícia mais próxima; lá, a vítima poderá registrar um boletim de ocorrência

São Paulo- SP- Brasil- Um acidente envolvendo 13 veículos, interditou a avenida Paulista no início da tarde desta terça-feira (24/02). Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas
São Paulo- SP- Brasil- Um acidente envolvendo 13 veículos, interditou a avenida Paulista no início da tarde desta terça-feira (24/02). Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas (Foto: Charles Nisz)

SP 247 - Pelo segundo dia consecutivo, uma mulher foi vítima de abuso sexual em ônibus na Avenida Paulista, em São Paulo. Segundo a mulher, o agressor passou a mão nos seios dela. O motorista fechou as portas do ônibus e a polícia deteve o agressor. Juliana de Deus relatou que o homem quis fazer parecer que ela estava louca.

Sentado ao lado da moça no ônibus, ela sentiu que ele estava tocando os seios dela e a atitude foi vista pelas mulheres ao redor. Segundo uma testemunha, após o abuso, a vítima levantou e disse "toma cuidado com ele". O caso aconteceu na linha 875H Lapa - Vila Mariana. Por conta de um protesto na Avenida Paulista, havia muitos policiais nas proximidades. 

Na terça (29), outra mulher foi vítima de abuso sexual: um homem nela em um ônibus também na Avenida Paulista. Ele já tinha cinco passagens na polícia por suspeita de estupro, mas nunca havia ido a julgamento . O assediador foi mantido dentro do ônibus até ser retirado por policiais militares e levado para a delegacia. Muitas pessoas gritavam, xingavam e ameaçavam linchar o agressor.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) afirma que o homem, de 27 anos, foi preso em flagrante por estupro. O caso foi registrado no 78º Distrito Policial e o autor será encaminhado à Justiça para audiência de custódia. A SPTrans recomenda que o motorista seja comunicado imediatamente e conduza o veículo até a delegacia de polícia mais próxima. Lá, a vítima poderá registrar um boletim de ocorrência.

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247