Manifestação pede Justiça para ambulante espancado ao defender homossexual

Uma manifestação foi convocada para esta terça-feira (27) em frente as catracas da estação de metrô Pedro II para cobrar esclarecimentos sobre a morte do ambulante Luis Carlos Ruas, de 53 anos, que foi espancado até a morte dentro dessa estação depois de defender um morador de rua homossexual na noite deste domingo (25)

Ambulante é espancado até a morte no metrô Pedro II em São Paulo após defender homossexual
Ambulante é espancado até a morte no metrô Pedro II em São Paulo após defender homossexual (Foto: Giuliana Miranda)

Da Revista Forum

Uma manifestação foi convocada para esta terça-feira (27) em frente as catracas da estação de metrô Pedro II para cobrar esclarecimentos sobre a morte do ambulante Luis Carlos Ruas, de 53 anos, que foi espancado até a morte dentro dessa estação depois de defender um morador de rua homossexual na noite deste domingo (25).

A descrição do evento do Facebook, que já conta com pelo menos 400 confirmados e mais de mil pessoas interessadas, diz que o ato será para cobrar uma atitude do metrô sobre o assassinato.

“Onde estavam os responsáveis pela estação e onde estavam os seguranças na hora do covarde ataque vamos todos nesta estação cobrar por justiça! E que identifiquem e punem os assassinos”, escreveram.

Segundo testemunhas, por volta das 20h dois homens foram urinar em uma árvore que fica ao lado da estação e começaram a discutir com o morador de rua que seria homossexual. Ele começou a ser perseguido pelos dois homens e Luiz Carlos interveio para defender o rapaz.

Ele tentou correr para dentro da estação, mas foi atingido com vários golpes e caiu. Já muito machucado, ele foi enviado de ambulância ao Hospital Vergueiro, mas não resistiu aos ferimentos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247