Marcelo inaugura dois terminais integradores

O governador Marcelo Miranda inaugurou dois Terminais Integradores da empresa de logística VLI, um em Porto Nacional e outro em Palmeirante; juntas, as unidades, orçadas em R$ 264 milhões, têm capacidade para armazenar 150 mil toneladas e movimentar mais de seis milhões de toneladas de grãos por ano, além de serem importantes no transporte de produtos como soja e milho, com destino à exportação pelo Porto do Itaqui, em São Luís; de acordo com o chefe do executivo estadual, os terminais são peças-chaves no processo de consolidação do Corredor Centro-Norte, um dos maiores do País pela proposta de escoar a produção dos estados das regiões Norte e Nordeste até os portos no Norte do País

O governador Marcelo Miranda inaugurou dois Terminais Integradores da empresa de logística VLI, um em Porto Nacional e outro em Palmeirante; juntas, as unidades, orçadas em R$ 264 milhões, têm capacidade para armazenar 150 mil toneladas e movimentar mais de seis milhões de toneladas de grãos por ano, além de serem importantes no transporte de produtos como soja e milho, com destino à exportação pelo Porto do Itaqui, em São Luís; de acordo com o chefe do executivo estadual, os terminais são peças-chaves no processo de consolidação do Corredor Centro-Norte, um dos maiores do País pela proposta de escoar a produção dos estados das regiões Norte e Nordeste até os portos no Norte do País
O governador Marcelo Miranda inaugurou dois Terminais Integradores da empresa de logística VLI, um em Porto Nacional e outro em Palmeirante; juntas, as unidades, orçadas em R$ 264 milhões, têm capacidade para armazenar 150 mil toneladas e movimentar mais de seis milhões de toneladas de grãos por ano, além de serem importantes no transporte de produtos como soja e milho, com destino à exportação pelo Porto do Itaqui, em São Luís; de acordo com o chefe do executivo estadual, os terminais são peças-chaves no processo de consolidação do Corredor Centro-Norte, um dos maiores do País pela proposta de escoar a produção dos estados das regiões Norte e Nordeste até os portos no Norte do País (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, inaugurou, na manhã desta terça-feira (29), dois Terminais Integradores da empresa de logística VLI, um em Porto Nacional e outro em Palmeirante. Juntas, as unidades, orçadas em R$ 264 milhões, têm capacidade para armazenar 150 mil toneladas e movimentar mais de seis milhões de toneladas de grãos por ano, além de serem importantes no transporte de grãos, como soja e milho, com destino à exportação pelo Porto do Itaqui, em São Luís (MA). Os empreendimentos possuem sistemas automatizados de recepção, pesagem e carregamento. 

De acordo com o chefe do executivo estadual, os terminais são peças-chaves no processo de consolidação do Corredor Centro-Norte: um dos maiores do País pela proposta de escoar a produção dos estados das regiões Norte e Nordeste até os portos no Norte do País. O corredor é estrutura logística que atende as regiões produtoras do Matopiba, região formada pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, Mato Grosso, Goiás e Pará. 

Ele disse que "os terminais inaugurados, hoje, reduzirão os gargalos logísticos não apenas no Tocantins, mas na cadeia nacional". "As cidades de Porto Nacional e Palmeirante ganham reforço na missão de integrar o Corredor Logístico Centro-Norte, um dos maiores do País, pela proposta de escoar a produção dos estados das regiões Norte e Nordeste até os portos no Norte do País”, defendeu Miranda, após ressaltar a importância do parlamento estadual na efetivação do empreendimento.

O Terminal Integrador de Porto Nacional tem capacidade para armazenar até 60 mil toneladas de grãos e movimentar 2,6 milhões de toneladas do produto por ano. O Terminal Integrador Palmeirante possui um armazém de 90 mil toneladas, que já é considerada a maior estrutura de armazenagem do Tocantins, e pode expedir até 3,4 milhões de toneladas anualmente.

Os empreendimentos contam com uma pera ferroviária (área de manobra das locomotivas), interligada à malha da Ferrovia Norte-Sul, com capacidade para carregar um trem de 80 vagões em pouco mais de 4 horas e possuem silo pulmão, balanças rodoviárias e ferroviárias, tombadores para caminhões, tulha ferroviária para carregamento de dois vagões simultaneamente, prédio para classificação de grãos e área administrativa.

Para o governador, há o cenário promissor do estado respaldado por fatores naturais e a localização privilegiada. "Nos últimos 25 anos, a produção de grãos no Tocantins superou o percentual de 262% de crescimento alcançado no Brasil. Atingimos o patamar de 943% de aumento no índice de produção", disse. "De nada adianta este cenário promissor se a nossa infraestrutura logística não acompanhar esta demanda de crescimento".

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247