HOME > Geral

Marcelo prevê R$ 147 mi para construção de ponte

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, enviou para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 7/2016, que autoriza o Poder Executivo a contratar um empréstimo com o UniCredit Atividades Bancárias Corporativas e de Investimento; a operação prevê um montante de 36 milhões de euros (cerca de R$ 147,96 milhões) para a construção da ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional; a proposta foi encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ)

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, enviou para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 7/2016, que autoriza o Poder Executivo a contratar um empréstimo com o UniCredit Atividades Bancárias Corporativas e de Investimento; a operação prevê um montante de 36 milhões de euros (cerca de R$ 147,96 milhões) para a construção da ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional; a proposta foi encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) (Foto: Leonardo Lucena)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Tocantins 247 - O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, enviou, nesta terça-feira (8), para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 7/2016, que autoriza o Poder Executivo a contratar um empréstimo com o UniCredit Atividades Bancárias Corporativas e de Investimento. A operação prevê um montante de 36 milhões de euros (cerca de R$ 147,96 milhões) para a construção da ponte sobre o Rio Tocantins, em Porto Nacional. A proposta foi encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

O chefe do executivo estadual afirmou que o empréstimo se faz necessário diante da estrutura da atual ponte que já está “irremediavelmente comprometida”. A ponte foi construída em 1978, quando era imprevisível a formação do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, em Lajeado e, atualmente, possui um amplo fluxo do transporte de cargas pesadas.

Miranda ressaltou a importância da ponte no processo de escoamento dos produtos tocantinenses. “A interrupção desse tráfego provindo, sobretudo do nordeste, no acesso à BR-153 e BR-226, vem causando prejuízos ao Tocantins, afetando a competitividade do agronegócio no Estado”, complementou.

Em 2011, foi necessária a interdição da ponte ao trânsito de ônibus e caminhões, inclusive os pequenos cargueiros, conforme prevê Portaria da Secretaria da Infraestrutura nº 798/2011.


iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: