Márcio França quer empurrar custos de linha do Metrô para beneficiados pela obra

Governador de São Paulo e candidato a reeleição, França diz que já usou sistema semelhante de tributação quando foi prefeito de São Vicente, no litoral paulista; A ideia é que cidadãos que tiverem imóveis valorizados pelas obras paguem uma taxa adicional

Márcio França quer empurrar custos de linha do Metrô para beneficiados pela obra
Márcio França quer empurrar custos de linha do Metrô para beneficiados pela obra

SP 247 - O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), pretende empurrar para os beneficiados pela expansão do Metrô os custos para destravar as obras da Linha 18-bronze, projetada para ligar a região do Grande ABC com a capital. Em entrevista a um jornal local, França disse que pode instituir um sistema de tributação para que quem tiver imóveis valorizados pague mais pela obra, emperrada por falta financiamento.

O projeto foi lançado em 2014 pelo então governador Geraldo Alckmin (PSDB), do qual França era vice, e não caminhou porque a gestão estadual não conseguiu financiamento para pagar os R$ 4,26 bilhões das obras e das desapropriações.“Se pudermos fazer, faremos. Temos que encontrar jeito de PPP (Parceria Público-Privada) funcionar. Uma coisa que leva dez, 15 anos (de tramitação), deixa a obra sem sentido. Fica sensação que não vai sair. Precisamos dar ritmo”, disse em entrevista ao Diário do Grande ABC.

O mandatário estadual aproveitou para comparar o modelo com a época que governou São Vicente, no litoral paulista. “Tive essa experiência. Minha cidade não tinha condição financeira. Fizemos toda pavimentação com contribuição de melhoria. Eram prestações (individuais) que variavam de R$ 80 a R$ 100 mensais e poucos durante dois anos. E se faz todas as obras que eram impensadas sem recursos”, afirmou França, que culpou a instabilidade econômica pelo fracasso tucano em conseguir os recursos para a obra do Metrô.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247