Marco Aurélio encaminha recurso da irmã de Aécio para 1ª Turma do STF

Ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello enviou o pedido de revogação da prisão preventiva de Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), para ser analisado pela 1ª Turma do tribunal na terça-feira (13); defesa pede que a prisão preventiva seja convertida em penas alternativas; ela foi denunciada pela Procuradoria Geral da República por ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, em nome do irmão, segundo as investigações

Ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello enviou o pedido de revogação da prisão preventiva de Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), para ser analisado pela 1ª Turma do tribunal na terça-feira (13); defesa pede que a prisão preventiva seja convertida em penas alternativas; ela foi denunciada pela Procuradoria Geral da República por ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, em nome do irmão, segundo as investigações
Ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello enviou o pedido de revogação da prisão preventiva de Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), para ser analisado pela 1ª Turma do tribunal na terça-feira (13); defesa pede que a prisão preventiva seja convertida em penas alternativas; ela foi denunciada pela Procuradoria Geral da República por ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, em nome do irmão, segundo as investigações (Foto: Paulo Emílio)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello enviou o pedido de revogação da prisão preventiva de Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), para ser analisado pela 1ª Turma do tribunal na terça-feira (13). A defesa pede que a prisão preventiva seja convertida em penas alternativas.

Em seu despacho, o magistrado disse estar impossibilitado de rever de maneira individual a decisão tomada pelo também ministro da Corte Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, que determinou a prisão de Andrea Neves no último dia 17 de maio.

No pedido de revogação, a defesa alegou que Andrea é acusada apenas pelos crimes de corrupção passiva, o que afasta a hipótese de reiteração do crime. Andrea Neves foi denunciada pela Procuradoria Geral da República por ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista,em nome do irmão, segundo as investigações.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247