Marconi: "Credeq será referência para o País"

Governador Marconi Perillo inaugurou nesta quinta o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia; "É uma casa da esperança, que vai servir para aliviar a dor de mães, pais e famílias e, principalmente, garantir o retorno de cidadãos sadios ao convívio social";  “Goiás já é uma referência em várias áreas. Mas estou seguro que este Credeq será referência nacional. Enquanto fecham serviços de saúde no Brasil, em Goiás mantemos serviços de alta qualidade, reconhecidos pelos usuários como de alta qualidade, e ainda abrimos novos serviços”

Governador Marconi Perillo inaugurou nesta quinta o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia; "É uma casa da esperança, que vai servir para aliviar a dor de mães, pais e famílias e, principalmente, garantir o retorno de cidadãos sadios ao convívio social";  “Goiás já é uma referência em várias áreas. Mas estou seguro que este Credeq será referência nacional. Enquanto fecham serviços de saúde no Brasil, em Goiás mantemos serviços de alta qualidade, reconhecidos pelos usuários como de alta qualidade, e ainda abrimos novos serviços”
Governador Marconi Perillo inaugurou nesta quinta o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia; "É uma casa da esperança, que vai servir para aliviar a dor de mães, pais e famílias e, principalmente, garantir o retorno de cidadãos sadios ao convívio social";  “Goiás já é uma referência em várias áreas. Mas estou seguro que este Credeq será referência nacional. Enquanto fecham serviços de saúde no Brasil, em Goiás mantemos serviços de alta qualidade, reconhecidos pelos usuários como de alta qualidade, e ainda abrimos novos serviços” (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo inaugurou nesta quinta-feira o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) Jamil Issy, em Aparecida de Goiânia, primeiro dos cinco em construção no Estado. O atendimento gratuito às vítimas do consumo de álcool, crack e outras drogas começa a ser oferecido a partir de sexta-feira. A unidade, que custou ao Tesouro Estadual R$ 26,6 milhões, conta com 96 vagas para internação e foi construída pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop).

“Este é o primeiro Credeq, um centro de excelência no tratamento de dependentes de drogas licitas e ilícitas. É uma casa da esperança, que vai servir para aliviar a dor de mães, pais e famílias e, principalmente, garantir o retorno de cidadãos sadios ao convívio social. Agora vamos partir para a conclusão das outras unidades (Quirinópolis, Goianésia, Caldas Novas e Morrinhos). Já pedi a elaboração de projetos para o Entorno do Distrito Federal e Itumbiara”, afirmou Marconi.

O governador, que chamou ao palanque armado na área de convivência do novo Credeq o ex-secretário de Gestão e Planejamento e deputado federal Giuseppe Vecci e os ex- secretários de Saúde, Antônio Faleiros e Halim Girade, além do atual, Leonardo Vilela, relembrou o projeto deste a sua concepção. “Esta foi uma obra sonhada ainda em 2009. Repassei ao Vecci, responsável pelo plano de governo, a ideia. Depois de um ano aos ex-secretários Faleiros, Halim e Leonardo começaram a desenvolvê-la”, disse.

Marconi destacou que este primeiro Credeq vai se transformar numa referência para todo o País: “Goiás já é uma referência em várias áreas. Mas estou seguro que este Credeq será referência nacional. Enquanto fecham serviços de saúde no Brasil, em Goiás mantemos serviços de alta qualidade, reconhecidos pelos usuários como de alta qualidade, e ainda abrimos novos serviços”.

Afirmou que os resultados positivos da obra para a sociedade serão colhidos num futuro próximo. “Não vou me alongar para falar sobre a obra e suas consequências positivas. Haveremos de ouvir muitos depoimentos de pessoas e famílias sobre a maravilha deste espaço, que vai transformar dramas em história de superação. Recebi pedido de mães e famílias pobres dizendo não ter dinheiro para tratar seus filhos fora do Estado. Este será um espaço para receber o filho do pobre e do trabalhador”, disse.

Marconi, que chamou o novo Credeq de espaço de esperança, ainda agradeceu a todos os colaboradores, principalmente, da pasta da Saúde. “Agradeço a todos pela compreensão do momento de convergência em nome do bem. Estou feliz por termos este espaço da esperança. Aos poucos vamos cumprindo cada um dos nossos compromissos assumidos com o povo de Goiás”, disse.

Ele frisou que o próximo compromisso com Aparecida será o IML da cidade e a parceria num Hospital do Câncer. “O (vice-governador e secretário de Segurança Pública) Zé Eliton está abrindo licitação para aquisição dos equipamentos para o IML. Aceitamos o desafio (feito pelo prefeito do município, Maguito Vilela) de, juntos, elaborarmos o projeto do Hospital do Câncer”, disse.

Credeq vai realizar 2.200 consultas por mês 

O Credeq de Aparecida, inaugurado hoje pelo governador Marconi Perillo, será gerenciado pela Organização Social Luz da Vida. O Centro de Referência contará, ao todo, com cerca de 360 profissionais. Entre equipamentos médicos hospitalares, artigos terapêuticos e mobiliários foram investidos R$ 2,6 milhões. Localizada na Avenida Copacabana, no Setor Expansul, a unidade terá custeio mensal de R$ 602 mil.

O centro vai proporcionar a adesão ao tratamento de pacientes graves e de maior complexidade, com possibilidade de internação de até 90 dias e retorno para mais tempo conforme avaliação médica. O público-alvo será de crianças com até 12 anos incompletos, adolescentes e adultos. Todos serão admitidos na unidade, voluntariamente. As visitas familiares serão feitas diariamente.

A abertura será gradual, com ênfase na ala adulta, composta por seis vagas de desintoxicação e 24 de reabilitação. O atendimento do Credeq será aumentado progressivamente até atingir a capacidade de 96 vagas de internação.

“A abertura gradual é feita de acordo com critérios técnicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Todo o funcionamento seguirá um fluxo regulatório, estabelecido com o propósito de assegurar o fiel cumprimento do perfil da unidade”, disse o secretário da Saúde, Leonardo Vilela. A previsão é de que no décimo mês de funcionamento a unidade tenha 2.200 atendimentos ambulatoriais e 64 internações por mês.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247