Marconi lidera rodada de audiências em Brasília

Governador realizou, na quinta-feira, mais uma visita à equipe do governo de Michel Temer em busca de recursos para Goiás; Marconi esteve em audiência com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, onde foram tratados temas como habitação e infraestrutura; tucano também se reuniu com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, e conversou também o ministro da Agricultura, Blairo Maggi

Brasilia Audiencia CEF Presidente Gilberto Magalhães Occhi fotos Eduardo ferreira
Brasilia Audiencia CEF Presidente Gilberto Magalhães Occhi fotos Eduardo ferreira (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Em audiências que teve na tarde de quinta-feira na Caixa Econômica Federal, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, o governador Marconi Perillo apresentou série de demandas do Estado de Goiás. Na quarta semana consecutiva de reuniões com a nova equipe do presidente interino da República, Michel Temer, Marconi ressaltou a boa receptividade que tem no governo federal.

"Não há como ser melhor. Há uma acolhida muito grande. Agora, é claro que o governo federal está com muitas limitações de caixa, um déficit muito grande projetado para este ano, também possibilidade de grande queda no PIB. Mas, de qualquer maneira, há boa vontade e muito interesse em ajudar o Estado de Goiás", afiançou.

Segundo o governador, na audiência com o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Magalhães Occhi, foram tratados assuntos interessantes para o Estado, como saneamento básico, habitação e mobilidade urbana, além do aprimoramento das relações do governo do Estado com a Caixa Econômica, que é o Banco oficial de Goiás.

O governador informou que no encontro também foi encaminhado um pedido da diretoria do Goiás Esporte Clube para apoio ao clube. "Já fizemos pedidos em relação a outros clubes, Vila Nova, Atlético Goianiense, mas hoje especificamente nós levamos o pedido da diretoria do Goiás". No Ministério do Planejamento, três projetos importantes para Goiás entraram em pauta: o VLT de Goiânia; o BRT de Santa Maria a Luziânia; e o trem Brasília/Goiânia.

"O governo está começando agora. É um governo transitório e eles estão interessados, vão nos chamar novamente para dar sequência. Mas todos eles sabem que o BRT Santa Maria/Luziânia, por exemplo, é fundamental. Não há ninguém aqui na Esplanada que não tem algum funcionário que não seja do Entorno e trabalhe aqui em Brasília. Então, essa é uma questão que sensibiliza a todos. É uma questão de prioridade absoluta", afirmou o governador.

Já no Ministério da Agricultura, mereceram destaque o Seguro Rural, além de outros assuntos relacionados à produção e ao agronegócio: "Foi uma conversa muito produtiva. Eu tive uma conversa muito boa com o ministro Blairo Maggi, que é do setor e o conhece a fundo, e ele me deu informações que vão me ajudar a tomar uma decisão rápida sobre a questão das exportações".

Segundo Marconi, há grande tensão em relação às posições que são adotadas pelos produtores e pela indústria, além da polêmica Lei Kandir, que, na avaliação do governador, "acaba prejudicando demais os estados exportadores, já que as matérias-primas exportadas não são taxadas com ICMS" e os repasses dos recursos do fundo da Lei Kandir não são repassados aos estados ou estão defasados.

"Nós temos de fazer uma discussão para mudar a Lei Kandir, no sentido de que a União ressarça os estados que têm perdas. Estados como Goiás, Pará, Mato Grosso, Minas Gerais, que são fortes exportadores de commodities, perdem muito com a Lei Kandir. É uma lei importante, porque garante um superávit exportador na Balança Comercial, mas por outro lado ela tira muito dos estados", considerou.

O governador informou também que o secretário Luiz Alberto Bambu (Chefe do Gabinete de Gestão da Governadoria) encaminhou nos ministérios algumas demandas da região Sul do Estado e dos parlamentares goianos. "Isso tudo foi tratado também junto com o secretário Júnior Vieira, que trouxe demandas da área do Esporte. Foram assuntos os mais diversos tratados aqui hoje", disse Marconi.

Na Caixa Econômica, acompanharam as audiências a superintendente em Goiás, Marise Fernandes, e o superintendente de Esporte e Lazer da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás, Júnior Vieira. No Ministério do Planejamento, participaram da reunião o secretário Joaquim Mesquita (Segplan) e o deputado federal Célio Silveira (PSDB-GO).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247