Marconi nega ato para pressionar STF

Em nota, governador goiano garante que no procede a informao de que reuniria lideranas nacionais no Estado para cobrar a votao do mensalo e que est focado, to somente, na conduo de sua administrao

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 – O governador Marconi Perillo (PSDB) nega a intenção de reunir em Goiânia lideranças nacionais para pressionar o Supremo Tribunal Federal a julgar o processo do mensalão. O ato seria uma resposta às denúncias dos últimos dias ligando o seu governo ao contraventor Carlinhos Cachoeira (leia mais aqui). A informação foi publicada ontem na coluna Giro, de O Popular, e ganhou destaque no 247 (leia aqui).

O que diz a nota enviada ao 247 pela assessoria de imprensa do governador:

 

NOTA

A respeito de notícia destacadamente noticiada pelos portais Brasil 247 e Goiás 247, o Governo de Goiás vem informar que não procede a informação de que o governador Marconi Perillo estaria à frente de manifestação política para cobrar do Supremo Tribunal Federal (STF) o julgamento do processo do mensalão. O governador respeita e defende a autonomia dos Poderes da República Brasileira e está focado, tão somente, na condução de sua Administração à frente do Governo de Goiás e no cumprimento dos compromissos assumidos com a população goiana em seu terceiro mandato.

Gabinete de Imprensa da Governadoria

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email