Marconi nega conhecer nome citado por Cachoeira

Em gravao, bicheiro demonstra preocupao com um tal Wlber, que teria comprado um avio com o governador de Gois; assessoria do governo diz em nota, porm, que nunca houve a co-propriedade

Marconi nega conhecer nome citado por Cachoeira
Marconi nega conhecer nome citado por Cachoeira (Foto: Folhapress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A assessoria de imprensa do governo de Goiás, do tucano Marconi Perillo, negou que o governador conheça o empresário citado em gravações pelo bicheiro Carlos Cachoeira, conforme reportagem da revista Época (leia mais). Em nota, a assessoria defende que Perillo “não conhece nem jamais esteve com as pessoas citadas” por Cachoeira. O empresário, segundo o contraventor, teria comprado um avião junto com o tucano. Leia abaixo a íntegra da nota com a posição do governo de Goiás:

Em relação à reportagem que sustenta que o governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo, seria sócio de uma aeronave Cessna, vimos afirmar que:

1 - É completamente infundada e absurda a informação de que o governador de Goiás, Marconi Perillo, seria co-proprietário de tal aeronave. O governador de Goiás não conhece nem jamais esteve com as pessoas citadas pelo senhor Carlos Augusto de Almeida Ramos nas escutas interceptadas pela Polícia Federal (PF) por ocasião do inquérito da Operação Monte Carlo;

2 - É leviana, para não dizer irresponsável, a forma pela qual a reportagem foi redigida e apresentada ao público. Além de relegar ao último plano os esclarecimentos prestados pelo governador de Goiás, a reportagem trata como verdadeiras as declarações dos investigados, estes sim alvos das escutas e do inquérito da Operação Monte Carlo.

3 - É sabido que o governador de Goiás, Marconi Perillo, não é alvo da investigação da Monte Carlo. A edição da reportagem pode ser considerada um desserviço à boa prática do jornalismo na medida em que dá crédito às inverdades proferidas dos investigados, em detrimento dos prontos esclarecimentos de pessoas de bem citadas pelo chefe da referida quadrilha. Dessa forma, a reportagem induz leitores e internautas à conclusão de que os investigados é que estão do lado da verdade, fato este que o Governo de Goiás lamenta, repudia e considera uma afronta e um desrespeito à população de nosso Estado.

4 - Mais uma vez, o que a veiculação e a transcrição das interceptações telefônicas mostram é que não há qualquer fato concreto que ligue o governador Marconi Perillo às pessoas investigadas na Operação Monte Carlo, evidenciando, também mais uma vez, que suas declarações não passam de bravata e delírio sem qualquer fundamento. O devido esclarecimento dos fatos, com o julgamento dos responsáveis, certamente restabelecerá a verdade.

5 - Por fim, o Governo de Goiás e o governador Marconi Perillo reafirmam sua defesa às investigações deflagradas pela Operação Monte Carlo e permanecem abertos a todos os esclarecimentos que se fizerem necessários, de forma limpa e transparente. Por outro lado, esperam que as informações oriundas da investigação sejam tratadas com isenção, imunes de toda e qualquer manipulação, distinguindo os acusados dos cidadãos de bem.

Isanulfo Cordeiro

Chefe do Gabinete de Imprensa da Governadoria

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email