Mendonça recorre ao DEM Nacional para aparecer no horário político

Deputado federal Mendonça Prado recorreu à Executiva Nacional do DEM para ter assegurado o direito de ser incluído no programa eleitoral de rádio e TV da coligação da qual o seu partido faz parte; segundo apurou o Sergipe 247, a direção do DEM não gostou de saber que o parlamentar está sendo excluído do horário eleitoral e chegou a avaliar a possibilidade de uma intervenção no Diretório Estadual; a saída da legenda da coligação também foi cogitada pela Direção Nacional, mas o próprio Mendonça avaliou que a medida prejudicaria ainda mais a sua candidatura

Deputado federal Mendonça Prado recorreu à Executiva Nacional do DEM para ter assegurado o direito de ser incluído no programa eleitoral de rádio e TV da coligação da qual o seu partido faz parte; segundo apurou o Sergipe 247, a direção do DEM não gostou de saber que o parlamentar está sendo excluído do horário eleitoral e chegou a avaliar a possibilidade de uma intervenção no Diretório Estadual; a saída da legenda da coligação também foi cogitada pela Direção Nacional, mas o próprio Mendonça avaliou que a medida prejudicaria ainda mais a sua candidatura
Deputado federal Mendonça Prado recorreu à Executiva Nacional do DEM para ter assegurado o direito de ser incluído no programa eleitoral de rádio e TV da coligação da qual o seu partido faz parte; segundo apurou o Sergipe 247, a direção do DEM não gostou de saber que o parlamentar está sendo excluído do horário eleitoral e chegou a avaliar a possibilidade de uma intervenção no Diretório Estadual; a saída da legenda da coligação também foi cogitada pela Direção Nacional, mas o próprio Mendonça avaliou que a medida prejudicaria ainda mais a sua candidatura (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - O deputado federal Mendonça Prado recorreu à Executiva Nacional do DEM para ter assegurado o direito de ser incluído no programa eleitoral de rádio e TV da coligação da qual o seu partido faz parte. Segundo apurou o Sergipe 247, a direção do DEM não gostou de saber que o parlamentar está sendo excluído do horário eleitoral e chegou a avaliar a possibilidade de uma intervenção no Diretório Estadual. A saída da legenda da coligação também foi cogitada pela Direção Nacional, mas o próprio Mendonça avaliou que a medida prejudicaria ainda mais a sua candidatura.

Embora a Justiça Eleitoral já tenha determinado que Mendonça apareça na propaganda eleitoral, a coligação tem desrespeitado a decisão. Mendonça apresentou seu primeiro programa no último sábado (30), mas foi novamente excluído da edição do horário eleitoral de terça-feira (2).

Pelas redes sociais, o deputado voltou a acusar Eduardo Amorim (PSC) e Edivan Amorim (PR) de ser o responsável por excluí-lo do horário eleitoral. “Como vocês sabem tenho sido muito perseguido nesta campanha eleitoral. Os Amorins estão impedindo a minha participação do horário eleitoral gratuito. Eles já não obedecem nem mais as decisões judiciais. Lastimável. Mas tenho certeza absoluta que o Poder Judiciário haverá de fazer prevalecera às leis. E nós vamos aparecer regularmente no programa eleitoral gratuito de rádio e TV. Eu confio na Justiça do meu país”, afirmou.

Mendonça disse ainda que “mesmo sendo perseguido”, ele se manterá “coerente”. “Sigo de cabeça erguida e convicto de que conquistarei a vitória com o apoio do povo. Não tem sido fácil lutar contra a força dos milionários que desrespeitam até mesmo as ordens judiciais. É complicado, mas mesmo assim eu entendo que a minha missão é provar que é possível fazer política com dignidade. Confio no povo da minha terra e sei que os sergipanos querem pessoas de caráter para representá-los”, ressaltou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247