‘Meu filho está preso por lealdade a você’, diz pai de Fred a Aécio

Após a prisão de Frederico Pacheco, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o desembargador aposentado Lauro Pacheco, pai de Frederico, fez um texto no Facebook dizendo que falta ao tucano a "qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República"; Pacheco filho foi preso pela Lava Jato carregando malas de dinheiro da JBS para Aécio; "Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo", diz Pacheco pai; "Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada"

Senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG) 
Senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG)  (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - Após a prisão de Frederico Pacheco, primo do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), na última quinta-feira, o desembargador aposentado Lauro Pacheco, pai de Frederico, fez um texto no Facebook dizendo que falta ao tucano a "qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República". Pacheco filho foi preso pela força-tarefa da Operação Lava-Jato carregando malas de dinheiro da JBS para Aécio.

"Meu filho Frederico Pacheco de Medeiros está preso por causa de sua lealdade a você, seu primo. Ele tem um ótimo caráter, ao contrário de você, que acaba de demonstrar, não ter, usando uma expressão de seu avô Tancredo Neves, 'um mínimo de cerimônia com os escrúpulos'. Vejo agora, Aécio, que você não faz jus à memória de seu saudoso pai o Deputado Aécio Cunha. Falta-lha, Aécio, qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de Presidente da República. Para o bem do Brasil, sua carreira política está encerrada", disse Pacheco.

Pacheco filho é primo distante do tucano, mas pertencia ao círculo íntimo dos Neves. Nos anos 90, Pacheco era sócio do então marido de Andrea Neves em uma firma de comunicação, relação que se fortaleceu quando virou secretário parlamentar na Câmara dos Deputados presidida por Aécio (2001 e 2002).

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247