MG registra 89 ônibus incendiados em 34 cidades

A PM contabiliza 89 ataques a ônibus, em 34 cidades desde o dia 3; até esta quinta-feira (7), 51 pessoas foram presas e 22 adolescentes apreendidos por suspeitas de envolvimento com os ataques; de acordo com o governador Fernando Pimentel, os atentados foram feitos por “facções criminosas”, em resposta ao fato de Minas Gerais ter “um dos sistemas penitenciários mais rigorosos do país”

MG registra 89 ônibus incendiados em 34 cidades
MG registra 89 ônibus incendiados em 34 cidades
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Pedro Peduzzi/Agência Brasil - A Polícia Militar já contabiliza 89 ataques a ônibus, em 34 cidades desde o dia 3 de junho. Os mais recentes ocorreram na noite de ontem (7) no bairro Maria Gorete, em Belo Horizonte, às 23h13, e em Passa Quatro, no sul de Minas, às 19h30. Desde o dia 6, foram registrados 29 ônibus incendiados.

Até ontem, 51 pessoas foram presas e 22 adolescentes, apreendidos, por suspeitas de envolvimento com os ataques. O procedimento adotado pelos criminosos nos ataques de ontem foi similar aos dos anteriores, com os bandidos.

De acordo com o governador Fernando Pimentel, os atentados foram feitos por “facções criminosas”, em resposta ao fato de Minas Gerais ter “um dos sistemas penitenciários mais rigorosos do país”.

Procurada pela Agência Brasil, a Secretaria de Administração Prisional informou que as forças de segurança de Minas estão trabalhando “diuturnamente”, de forma integrada, contando inclusive com a colaboração da Polícia Federal, além da própria administração prisional, de forças estaduais, da Secretarias de Segurança Pública e do Gabinete Militar do Governador.

Policiais militares estão à paisana em ônibus e pontos de ônibus para conter ações e identificar suspeitos. Além disso, o policiamento foi reforçado em cidades que já passaram por ações de segurança ou que tiveram demandas oriundas de informação da inteligência do sistema de segurança.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247